Dorival Júnior não está nada satisfeito com a troca de mando de campo feita pelo Santos para a 18ª rodada do Brasileirão. Por conta de um dívida contraída com empresários no ano passado, o Peixe enfrentará o Flamengo em Cuiabá, na Arena Pantanal. Apesar de mostrar conformado, o comandante santista reclamou da mudança:

– Lamento pelo jogo, é um concorrente direto. Sabemos que saindo do estado (de São Paulo) teremos 95% da torcida contra. O Santos fará 11 jogos fora e oito em casa no primeiro turno. Sendo que desses oito, seis na Vila. Mas está marcado e não posso ficar lamentando, justificando, criticando - afirmou Dorival.

Em 2015, o Santos negociou a ida a Cuiabá com um grupo de empresários. Naquela época, no entanto, a má fase da equipe fez com a diretoria voltasse atrás para não perder o fator Vila Belmiro. Nesta temporada, os empresários resolveram cobrar a dívida justamente contra o Flamengo, clube de maior torcida do país e adversário direto do Peixe na tabela. 

Naturalmente, embora 60% da renda da partida vá para o alvinegro praiano, a tendência é de maioria absoluta de rubro-negros na Arena. 

- Queria jogar na Vila, é natural. Em último caso no Pacaembu. Enfim, temos nossos objetivos e vamos correr atrás do resultado. Equipe vem se mostrando competitiva e espero que mantenha essa postura – completou o treinador santista.