| Futebol

É hora de planejar 2017

flameng - É hora de planejar 2017

Planejar é criar um plano para otimizar o alcance de um determinado objetivo.Em um esporte dinâmico e cheio de nuances como o futebol, um bom planejamento é essencial para conquistar objetivos e ter sucesso na temporada. Fatores como estrutura, logística, categorias de base, contratações, comando técnico entre outros precisam ser alinhados com a linha de pensamento do clube e da torcida.

Em 2016, o Flamengo abusou de errar no planejamento, começando com a reviravolta já no começo do ano no caso do Campeonato Carioca, em que a equipe usaria esse torneio para dar rodagem a jogadores oriundos da categoria de base e jovens apostas, como Arthur Henrique e Antônio Carlos, mas por pressão da Globo, detentora dos direitos de imagem do campeonato, acabou jogando com o time titular. Arthur Henrique e Antônio Carlos saíram do clube ainda no meio do ano, sem disputar nenhuma partida oficial, gerando prejuízos para o clube.

Na área de contratações, podemos questionar uma ou outra, mas o saldo geral foi excelente, o bom mapeamento do mercado sul-americano nos permitiu trazer Mancuello, Donnati, e Cuéllar, e o espaço reservado do orçamento foi essencial para aproveitar uma oportunidade única de mercado e repatriar Diego. Vale uma crítica na demora da diretoria para contratar um zagueiro, o que nos gerou prejuízo técnico pois jogamos várias partidas do principal campeonato apenas com Léo Duarte, praticamente estreando nos profissionais e César Martins que já havia sido dispensando do clube. Também foi um erro de planejamento a recontratação de Emerson Sheik, Márcio Araújo e não ter negociado Wallace, jogador sem clima com a torcida desde o começo do ano, essas renovações acabam tirando espaço de jogadores da base, ou até mesmo oportunidade para novas contratações.

Porém a principal crítica ao planejamento de 2016, está na área de logística, a perda técnica é grande para o time que não joga em casa, acumulando uma quilometragem de viagem, muito maior que os outros clubes, o que prejudica a recuperação dos jogadores e os esquemas de treino da comissão técnica.

Saindo do oba oba da torcida, e da imprevisão dos resultados finais de 2016, que podem sim ser positivos, com possibilidade de títulos tanto no Campeonato Brasileiro, quanto na Copa Sul-Americana, e a conquista ou não de uma vaga para a Taça Libertadores de 2017, a diretoria precisa desde já começar a planejar o ano de 2017.

É necessário desde já, mapear os mercados, principalmente o sul-americano, montar a lista de jogadores que não renderam o esperado, prever a contratação de auxiliares técnicos modernos, Jayme não dá mais, prever investimentos no Centro de Excelência em Performance e no Centro de Inteligência, aumentar os investimentos nas categorias de base, que ainda estão aquém de outros clubes, e principalmente, planejar um espaço maior para o aproveitamento desses jovens no time profissional.

Para um Flamengo, forte e campeão, planejar é preciso.

Saudações RN.

Por: Wesley Paulo

@wesleypbc

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/08/e-hora-de-planejar-2017/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.