| Futebol

Ederson, uma esperança?

Estamos atonitos

O meia atacante Ederson foi finalmente inscrito no carioqueta, não joga desde o empate de 1 x 1 contra a Ponte Preta no brasileirão 2015, exatamente desde o dia 22 de novembro. 

Um jogador que demonstrou um grande potencial, só que as constantes contusões na coxa esquerda e no joelho direito o tiraram da maioria dos jogos do Flamengo desde que chegou ao Ninho do Urubu, no início da pre-temporada o rubro-negro também ficou sem o seu meia atacante, que já veio da Itália com um histórico de contusões.

No final do ano passado, o Flamengo adquiriu o EXOS, através dessa aparelhagem detectou os problemas de contusão do atleta. Imediatamente através dos médicos, fisiologistas, terapeutas e preparadores físicos um trabalho foi iniciado com o jogador, esta semana o Ederson já treinou com bola, participou de um coletivo contra o time sub 20, chutou, driblou, dividiu bolas, bateu faltas com muita desenvoltura e deverá ficar no banco no jogo contra o Resende neste domingo as 17 horas.

O Renato Augusto também vinha com um histórico de contusões, no início do ano de 2015 foram também detectados os problemas que causavam estas contusões, feito o tratamento o jogador voltou a jogar normalmente.

Uma esperança de termos o Ederson na plenitude de sua forma física e técnica, se der certo mais um grande reforço pra temporada, por jogar como um meia atacante e não como um meia clássico, o esquema preferido do treinador Muricy não ficará alterado com a presença do Ederson. Sua escalação não irá mudar o possível 4 3 3.

G.Cuéllar, W.Arão e Mancuello, Sheik ou Cirino, Guerrero e Ederson, outras formações poderão acontecer, o importante é o Flamengo ter um ELENCO forte. 

Felipe Vizeu, uma esperança?

Hoje ainda uma grande promessa, gostamos da personalidade do jovem atacante contra a Cabofriense, não se intimidou com a estreia de início no time principal, fez gol de centroavante, quando no segundo tempo a bola custou a chegar, o garoto caiu pelos lados, preferencialmente pela esquerda, não se acomodou queria jogo. Tem faro de gol, sabe se colocar na área. Ainda é cedo para uma análise categórica, mas o garoto leva jeito...

 

 

Estamos Atonitos

Quando se imaginava que Rubens Lopes, Eurico Miranda, Del Nero, Cel. Nunes já esgotaram todo o arsenal de sujeiras, falcatruas e armações.  Eis que mais um conluio é urdido por esses cafajestes para tentar complicar mais ainda a vida do Flamengo. Críticas sim aos nossos dirigentes, que não se planejaram para um ano atípico, um ano sem o Maracanã e sem o  Engenhão,  devido a realização das Olimpíadas na cidade do Rio de Janeiro. 

Mobilização de torcedores, abaixo assinados, manifestações, união com outros clubes, solidariedade do pouco que restou da imprensa ética e isenta, recorrer também ao Ministério Público e  ao Ministério dos Esportes, muitas sugestões num momento mais do que delicado.

Não se pode aceitar passivamente uma arbitrariedade como essa, salta aos olhos o tom de retalhação deste ato espúrio e mesquinho. 

É mais do que evidente, que o Flamengo é o principal "trem pagador" do Futebol Brasileiro, está formando um time forte e competitivo, consequentemente jogos num estádio maior como o de Brasília, irá gerar mais renda e público, do que jogos no  restou de estádios nanicos no Estado do Rio de Janeiro. A turma que gere a CBF e a FERJ  gosta de dinheiro e são notórios corruptos , são movidos majoritariamente  pelas cifras, mas no intuito de prejudicar o Rubro-Negro, passaram por cima da razão maior  de suas militâncias nestes órgãos.

Algo deverá acontecer, a má intenção é mais do que notória, o já combalido e desmoralizado Futebol Brasileiro não irá resistir a mais  esta indignidade.

 

Jogar futebol é que dá dinheiro

Para muito poucos, a maioria são na verdade operários da bola. No mundo capitalista só alguns irão sobreviver e ganhar rios de dinheiro, a maioria irá lutar e morrer na praia. No glamoroso mundo do futebol não é nada diferente. A CBF divulgou na semana passada uma espécie de radiografia dos ganhos dos atletas que militam profissionalmente no futebol do Brasil, os números são assustadores: 

 

Até    1 000, 00  Reais                                            23.238 jogadores ou 82,40 % do total

 

De     1 000, 00 Reais até     5 000,00 Reais         3.850 jogadores ou 13,68 % do total

 

De     5 000,00 Reais até     10 000,00 Reais           381 jogadores ou   1,35 % do total

 

De   10 000,00 Reais até     50 000,00 Reais           499 jogadores ou   1,77 % do total

 

De   50 000,00 Reais até  100 000,00 Reais            112 jogadores ou    0,40 % do total

 

De 100 000,00 Reais até   200 000,00 Reais            78 jogadores ou   0,28  % do total

 

 

De 200 000,00 Reais até 500 000,00 Reais               35 jogadores ou   0,12 % do total

 

Acima de 500 000,00 Reais                                            1 jogador      ou   0,00 % do total

 

Resumindo, no Brasil existem um total de 28 203 jogadores profissionais e 23 238 percebem até minguados 1 000,00 Reais

 

 

 

Historias Rubro-Negras

1980

 

Mais um ano inesquecível na trajetória do Flamengo. Campeão Brasileiro, Bi Campeão do Torneio Ramon de Carranza na Espanha, Campeão do Torneio Príncipe de Asturias e Algarve também na Espanha, Campeão do Torneio de Inverno de Nova Friburgo  e Tri Campeão da Taça Guanabara.  Apesar da melhor campanha perdemos o ainda pujante Estadual para o Fluminense, vítimas mais uma vez das fórmulas pouco desportivas na organização dos campeonatos e do famoso gol do modesto Anapolina numa noite fria, chuvosa e com gramado impraticável contra o Serrano em Petrópolis.

No brasileirão a eletrizante final contra o Atlético Mineiro, com o famoso gol do Nunes ao final  num 3 x 2 histórico. A  Taça Guanabara daquele ano não fez parte do Campeonato Estadual e ganhamos de forma invicta, no velho continente os dois torneios que levantamos deu continuidade ao prestígio rubro-negro por lá.

Em 70 jogos vencemos 41, empatamos 22 e perdemos apenas 7, mais de 74 % de aproveitamento, marcamos 137 gols e sofremos 59 gols, um saldo excelente de 78 gols. Mais uma vez o grande Zico foi o artilheiro com 47 gols, seguido de Tita com 20 gols, Nunes com 18 gols, Adílio 13 gols e assim por diante. 

Um outro jogo inesquecível foi a forra contra o Palmeiras, perdemos em 1979 por surpreendentes 4 x 1 , mas devolvemos com juros, um 6 x 2 sensacional, uma aula de futebol Zico 2, Tita 2, Toninho1 e Nunes 1. Recordes de renda e público, os estádios sempre abarrotados com a presença suprema da Nação Rubro-Negra.

Nosso time formou na temporada com Raul, Toninho Baiano, Rondinelli, Marinho e Júnior, Andrade, Carpegianni e Zico, Tita, Nunes e J.César Uri-Geller também atuaram Cantarelli, C.Alberto, Leandro, Mozer, Vitor, Adílio, Reinaldo, Anselmo, Lico, C.Adão entre outros....

SRN...


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.