| Futebol

Ederson: "Vencerei essa batalha"

Em coletiva realizada no Ninho do Urubu, atleta fala de descoberta de tumor

flameng - Ederson: "Vencerei essa batalha"
Após o treino visando o próximo compromisso do Flamengo pela Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Santos, na Vila Belmiro, uma notícia delicada foi dada à imprensa e à torcida na Sala Victorino Chermont, no Ninho do Urubu. O atleta Ederson foi diagnosticado com um tumor nos testículos e passara por uma operação para a retirada e biópsia do mesmo, devendo ficar fora das atividades do clube por tempo indeterminado.  

Em coletiva realizada com o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, o Diretor Executivo de Futebol, Rodrigo Caetano, o jogador Ederson e o Doutor Marcio Tannure, Chefe do Departamento Médico do Flamengo, a notícia foi dada para todos ao mesmo momento e de forma a explicar quais serão os próximos passos a serem tomados por clube e jogador.  

Sócio-torcedor tem mais Flamengo na hora de se informar: tem acesso à FlaTV Nação Rubro-Negra, com transmissões ao vivo de treinos e vídeos exclusivos no site, e desconto na assinatura da revista oficial! Clique e sinta o orgulho de ser sócio-torcedor.

De acordo com o Doutor Tannure, o tumor foi descoberto após um exame mais criterioso para entender o aumento do beta-HCG do jogador, o que originou, inclusive, suspeitas de doping.   

"Na última quinta-feira, recebemos uma notificação sobre um resultado analítico adverso de um exame antidoping que o Ederson realizou, com o aumento de uma substância chamada beta-HCG. Temos um controle rígido com todos os nossos atletas com relação ao doping, inclusive realizando anualmente palestras orientando todos eles através da Comissão Brasileira de Doping da CBF. Conversando com o atleta, em quem temos extrema confiança, ele nos confirmou que não havia utilizado nada, mesmo que acidentalmente. Em função disso, e por ser uma substância quantitativa e não qualitativa no doping, que o próprio organismo produz e que, até certa dose, é aceitável, suspeitamos que poderia ser alguma patologia, o que foi uma surpresa para nós. Fomos investigar para entendermos o porquê desse resultado analítico adverso e descobrimos que o atleta tinha um tumor no testículo, que é mais comum em homens nessa faixa de idade, entre 30 e 35 anos, com um prognóstico muito bom", explicou o Chefe do Departamento Médico do Flamengo, que enumerou a seguir os procedimentos que serão tomados e forneceu um panorama sobre o tratamento. 

 "Ele passará por uma cirurgia e pelo tratamento. Alguns atletas já tiveram esse tipo de lesão, como o Adidal, Lance Armstrong, o Nenê do basquete, e todos se trataram e retornaram às suas atividades físicas. Temos certeza de que o tratamento será um sucesso. A incidência de bons resultados é de 99%. Ele terá que se afastar um pouco, mas em breve estará de volta para ajudar o Flamengo como sempre fez", completou Tannure. 

O Diretor Executivo do Futbeol, Rodrigo Caetano, explicou o motivo de o protocolo de informações não ter sido seguido para este caso, para privilegiar em primeiro lugar a privacidade do meia-atacante de 31 anos.  

"O motivo de termos modificado o protocolo é relevante, importante, e até certo ponto delicado. Muitas das vezes pedimos um pouco de compreensão nas informações, justamente porque na celeridade delas acabam sendo cometidos alguns equívocos. Essa semana, recebemos o agente dele e todo mundo imagina que seria uma saída, uma possível transferência. Mas por trás de todos os atletas e dos profissionais dos clubes existem seres humanos que possuem suas fragilidades", disse Rodrigo Caetano. 

Ederson fez um pronunciamento único, no qual agradeceu aos familiares e companheiros de clube pelo apoio recebido, além de demonstrar serenidade para superar esse obstáculo.  

"Nesses momentos é até difícil ter palavras. Foi uma notícia que me impactou muito, porém, sabendo de tudo exatamente como o doutor explicou, estou triste por essa notícia mas também estou muito tranquilo, ciente dos dias que virão pela frente. Sei que será só mais uma batalha e minha vida. Já vencia algumas, portanto estou com o pensamento positivo. Só tenho que agradecer muito o apoio que tenho recebido aqui no clube, da direção, do presidente, do Rodrigo Caetano, dos atletas, da comissão técnica. Hoje fiz questão de reunir o pessoal e conversar com eles antes do treino para explicar de forma transparente, para que não haja dúvidas, falsas notícias ou até outros pensamentos. Tenho que dizer que esse é um grupo maravilhoso, de qualidades futebolísticas e humanas maravilhosas. É um dos melhores grupos, se não o melhor, pelo qual passei nesses 16 anos de carreira profissional. Estou muito tranquilo para enfrentar isso tudo com o apoio da minha família e tenho certeza que vencerei essa batalha. Seguirei firme para voltar o quanto a fazer o que mais gosto, que é jogar futebol", disse o camisa 10. 
 
Encerrando a coletiva, o Presidente Eduardo Bandeira de Mello destacou que o atleta receberá todo o apoio do Flamengo durante sua recuperação 

"É realmente uma questão delicada. Um problema que será tratado com todo o cuidado e critério que merece. Tenho certeza absoluta, por tudo que já conversei com o Dr. Tannure, que o resultado final será positivo, que tudo vai dar certo e que o Ederson, muito em breve, estará voltando a vestir a camisa do Flamengo. Gostaria de deixar claro o apoio total que o Flamengo dará a ele. Garantir que jamais faltará a ele o apoio do clube, de seus companheiros" disse Bandeira, que nunca teve dúvidas sobre o caráter e correção do atleta, mesmo quando ainda se cogitava ser caso de doping.  

"Quando tive a primeira notícia sobre o episódio, na quinta-feira, ainda tínhamos um caso positivo de doping. Ainda assim, a posição do clube foi de confiança total no jogador, que todos sabemos que é um atleta exemplar. Deixamos muito claro que o jogador era inocente, independentemente de qualquer coisa, e que daríamos todo o apoio. Com o desenvolvimento do assunto, vimos que ele é efetivamente inocente em qualquer questão de doping, mas, infelizmente, está com uma questão médica que deve ser resolvida e será. Ele terá todo nosso apoio e solidariedade. Tenho certeza que o Flamengo terá mais um motivo para jogar e homenagear o companheiro deles, que estará torcendo por nós e esperando uma recuperação plena e rápida", concluiu o mandatário. 

Mais exames serão realizados no decorrer dessa semana visando a preparação do atleta para sua cirurgia, marcada para a próxima segunda-feira (31). Após o procedimento, o clube informará um prognóstico mais detalhado sobre a recuperação de Ederson. 

Fonte: http://flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25742/ederson-vencerei-essa-batalha-

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.