Edmundo critica protesto: “Não representa a torcida do Flamengo”

Edmundo critica protesto: “Não representa a torcida do Flamengo”

Na manhã desta segunda-feira (23), um pequeno grupo de torcedores acompanhou o embarque do Flamengo para Guayaquil. Sem nenhuma identificação, cerca de dez pessoas acompanharam a chegada dos jogadores gritando palavras de ordem e hostilizando os atletas. O principal alvo foi Eduardo Bandeira de Melo, presidente do Flamengo.

Edmundo, ex-jogador e ídolo do Vasco, atualmente comentarista dos canais FOX Sports, criticou o protesto e disse que a polícia deveria intervir no grupo de protestantes, alegando que aeroporto é um lugar privado e seguro: “Teoricamente, o aeroporto é um lugar privado, seguro. A Polícia deveria agir. E outra, é um número pequeno (seis pessoas). Isso aí não representa a torcida do Flamengo“.

Em breve entrevista ao jornalista Marcelo Baltar, do Globo Esporte, Bandeira de Mello também minimizou a ação dos torcedores e admitiu que o Flamengo está sempre pressionado, por conta do tamanho do clube: “É (foi conturbado), mas está tudo bem. Eram poucas pessoas, o importante é que correu tudo bem. Agora vamos tentar ganhar do Santa Fe […] O Flamengo está sempre pressionado, isso é da natureza de quem é grande”.

A partida contra o Santa Fe está marcada para as 21h45 da próxima quarta-feira (25). Apesar de ser líder do grupo, o Flamengo precisa de um bom resultado na casa do adversário. Caso a equipe colombiana vença o confronto, vai chegar a seis pontos na competição e ultrapassar o Fla. O outro duelo da chave será na quinta (26), entre River Plate e Emelec. A equipe argentina vai jogar em casa e é grande favorita no embate. Se vencer, o River chega a oito pontos na classificação.