| Futebol

Edson Figueiredo comenta processo de renovação do remo rubro-negro

Supervisor técnico da modalidade fundadora do Mais Querido explica nova fase em entrevista exclusiva ao Site Oficial

flameng - Edson Figueiredo comenta processo de renovação do remo rubro-negro

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

O ano de 2017 está sendo de renovação e reformulação para o remo rubro-negro e o esporte fundador do Mais Querido vem ganhando cada vez mais força e relevância no cenário nacional e internacional. Após a vinda do técnico francês Stéphane Durand, no início do ano, e o bom desempenho no Troféu Brasil de Barcos Curtos, o Flamengo também vem mostrando sua força com os atletas mais jovens da base e da pré-equipe. No final de março, por exemplo, o Rubro-Negro foi o grande campeão da Regata do Futuro, competição estadual para atletas entre 12 e 16 anos, que ainda não são federados. Edson Figueiredo, supervisor técnico do remo do Flamengo, explicou esse processo de renovação por qual passa a modalidade em uma entrevista exclusiva com o Site Oficial do Mais Querido. Confira:

Site Oficial - Stéphane Durand foi a primeira grande contratação de 2017. Quem são os demais reforços que o Flamengo trouxe para somar a equipe de remo rubro-negro?
Edson Figueiredo - O remo do Flamengo hoje vive um processo de renovação. Logo no início do ano a gente trouxe de volta atletas que já foram do clube, mais velhos. Mas trouxemos também jovens atletas do Espirito Santo, Pernambuco e do Rio Grande do Norte, todos de categoria de base, para integrarem a nossa equipe e nos auxiliar nesse processo de renovação que estamos trabalhando.

Quando esse processo de iniciou?
Nós iniciamos em outubro do ano passado (2016), principalmente com uma peneira para trazer novos e jovens atletas para formar nossa equipe, assim como pré-equipe e Escola de Esportes. Desse trabalho que foi feito, o primeiro resultado que vimos foi na Regata do Futuro, realizada recentemente e que nós ganhamos com margem de vantagem. Tivemos grandes revelações, garotos que estão crescendo, mas que ainda nem federados estão.

O trabalho que vem sendo feito na pré-equipe está claramente dando frutos. Quais são os próximos passos?
Nós traçamos uma estratégia de que para a segunda Regata do Futuro - competição que não aceita atletas federados - só usaríamos 50% dos atletas dessa pré-equipe que competiu a primeira etapa e ganhou. A outra metade da equipe seria composta por garotos que nunca competiram e que estamos trabalhando e treinando. Isso foi uma determinação nossa, dos técnicos e da direção. Isso implica que nós façamos uma reciclagem sequencial dentro da nossa pré-equipe. Já na terceira Regata do Futuro, que será mais para o final do ano, nosso objetivo é usar apenas 30% dos atletas que competiram a primeira etapa e foram vitoriosos. Mais uma vez a equipe será complementada com atletas novos, que ainda não tiveram a chance de competir. Isso mais uma vez implica na reciclagem contínua dentro do clube, que mais pra frente proporcionará que a gente monte uma estrutura completamente nova dentro do Flamengo.

Já é possível enxergar dentro dessa pré-equipe futuros remadores rubro-negros?
Alguns garotos que remaram a Regata do Futuro devem sim ser federados até o final do ano e já participarão de competições pelo Campeonato Estadual. Nós estamos preparando e formando eles para a temporada 2018.

Edson também fez questão de destacar o incessante trabalho dos professores da Escola de Esportes Sempre Flamengo da modalidade e do técnico da pré-equipe, Frank Oliveira. O supervisor técnico também afirma que esses meninos e meninas que estão começando sua vida no esporte dentro do Mais Querido vão receber uma atenção especial de Stéphane Durand, que retorna ao Rio de Janeiro dia 25 de abril. Segundo Edson, é uma preocupação do clube com a base, com a renovação e principalmente com a metodologia que está e vem sendo aplicada.

No Campeonato Sul-Americano de remo que está por vir, por exemplo, o Flamengo teve quatro atletas de sua base classificados. Caroline Corado, do Sub-23, e Pedro Henrique Ribeiro, Claudio Filho e Victor Falcon, da categoria júnior, vão representar o Brasil e o Rubro-Negro na competição continental.

Você pode fazer parte do processo de renovação do remo rubro-negro, além de viver a incrível experiência de remar na Lagoa Rodrigo de Freitas. A Escola de Remo do Flamengo funciona diariamente das 6h às 9h e das 14h às 18h. Não perca tempo e ligue para (21) 2159-0224 para saber mais informações e fazer sua matrícula!

As equipes de remo do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25186/edson-figueiredo-comenta-processo-de-renovacao-do-remo-rubro-negro

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.