| Futebol

Eduardo admite mão em lance de gol , mas garante: "Não tive a intenção"

Croata é sincero ao analisar, na saída para o intervalo, jogada que resultou em assistência para Alecsandro, no empate por 2 a 2 com o Palmeiras, no Pacaembu

O árbitro gaúcho Anderson Daronco não viu nenhuma irregularidade, os jogadores do Palmeiras questionaram, e Eduardo da Silva admitiu: a bola resvalou em sua mão esquerda no lance que resultou em gol da Alecsandro no empate por 2 a 2 do Flamengo com o Verdão na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, pela 22ª rodada do Brasileirão. Lançado por Léo Moura, o croata dividiu com Deola e contou com o toque para dominar peito e fazer a assistência no lance que colocou 2 a 0 a favor dos rubro-negros no placar. Na saída para o intervalo, o atacante falou sobre a polêmica e foi garantiu que a jogada foi involuntária.

- Para ser sincero, pegou de raspão (na mão), mas não tive a intenção. É do futebol. Se o árbitro quisesse, dava. Mas não deu e faz parte do futebol.

Para ser sincero, pegou de raspão (na mão), mas não tive a intenção
Eduardo da Silva

Este foi o quarto jogo neste Brasileirão em que toques de mão na bola resultaram em polêmicas envolvendo o Flamengo. No 2 a 1 sobre o Vitória, no Barradão, Alecsandro marcou o gol decisivo em cobrança de pênalti assinalado depois que Juan interceptou cruzamento de Lucas Mugni com o braço. No mesmo jogo, Marcelo cometeu a mesma irregularidade, gerando penalidade desperdiçada pelos baianos. Já contra o Goiás, os rubro-negros pediram penalidade após cruzamento de Everton acertar o braço de um defensor rival. Por fim, no 1 a 0 sobre o Corinthians, Eduardo da Silva desperdiçou pênalti marcado depois de finalização de Everton desviar no braço de Fágner.

No empate com o Palmeiras, o toque de Eduardo da Silva não foi o único lance que gerou questionamento dos paulistas. Também no primeiro tempo, João Paulo deslocou Henrique na área em disputa pelo alto. Os palmeirenses pediram pênalti, mas foram ignorados por Anderson Daronco. Depois do jogo, Vanderlei Luxemburgo se mostrou preocupado em rechaçar um favorecimento ao seu time:

- Aqui em São Paulo, falavam em apito amigo corintiano e vai pegando. Daqui a pouco vai pegando. O erro acontece, mas não para privilegiar ninguém ou o Flamengo. Acontece pela qualidade dos árbitros.

Com 29 pontos, o Flamengo é o décimo colocado no Brasileirão e encara o Fluminense, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.