Eduardo Bandeira admite falha no planejamento no Flamengo

Eduardo Bandeira admite falha no planejamento no Flamengo
Bandeira está em seu último ano de mandato (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O presidente Bandeira de Melo admitiu que a diretoria do Flamengo errou no planejamento da viagem para Fortaleza, porque os jogadores já vinham enfrentando problemas nos últimos dias, com protestos em aeroportos e no Ninho do Urubu. O dirigente garantiu o que o direito de criticar é soberano, mas que a agressão e a falta de respeito não se pode admitir. Mas fez uma ressalva: “A torcida rubro-negra é maior que isso e os verdadeiros rubro-negros estão repudiando esses atos sem sentido”, em entrevista ao Sportv.

O vice-presidente Ricardo Lomba também comentou os incidentes e disse que desconfia de motivações políticas por trás das manifestações porque o clube vive um ano eleitoral. Para o dirigente, as pessoas que estão promovendo esse tipo de atitude deveriam se envergonhar, principalmente depois da resposta dada pelo time no Castelão.

Como a semana promete ser mais tranquila, os dirigentes vão estudar a permanência de Mauricio Barbieri à frente da equipe. Depois de sofrer muitas críticas por causa do rendimento da equipe contra o Santa Fé, Barbieri ganhou elogios por ter modificado a forma de atuar do Flamengo, utilizando apenas um volante e recuando Lucas Paquetá para atuar na armação das jogadas, liberando Diego para o ataque. Barbieri já dirigiu o Flamengo como interino em seis partidas e ainda está invicto. Ganhou três jogos e empatou três.

O elenco do Rubro-negro retornou ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira, e ganhou folga no restante do dia. Nesta terça, a reapresentação será às 9 da manhã, no CT Ninho do Urubu. Na próxima quarta-feira, o Flamengo estreia na Copa do Brasil visitando a Ponte Preta, em Campinas, no jogo de ida das oitavas de final.