| Futebol

Eduardo da Silva chega ao Rio e avisa: "Seria difícil dizer não ao Flamengo"

Depois de disputar a Copa do Mundo, atacante desembarca no Galeão para finalizar acerto com o Rubro-Negro. Apresentação deve ser realizada ainda nesta quinta-feira

Eduardo da Silva já está no Rio de Janeiro. Depois de atuar por 15 anos no futebol europeu, o atacante de 31 anos desembarcou na manhã desta quinta-feira no Galeão para realizar exames médicos e assinar contrato com o Flamengo por um ano e meio. Com o acerto já selado desde o começo da semana, o brasileiro estava na Croácia, onde se despediu na última terça da seleção nacional, resolvendo os detalhes finais da mudança para o Brasil. Segundo o próprio jogador, a apresentação deve acontecer ainda nesta quinta.

eduardo da silva flamengo desembarque (Foto: Edgard Maciel de Sá)Eduardo da Silva desembarca ao lado da filha Lorena: expectativa para vestir a camisa do Fla (Foto: Edgard Maciel de Sá)



- Depois de 15 anos volto ao Brasil para um grande desafio. Estou muito feliz de poder jogar, se Deus quiser, em um grande clube como o Flamengo. Vou tentar dar meu máximo para ajudar o time. Está quase tudo certo. Acabei de chegar, vou ver o que falta e acho que a apresentação será ainda hoje (quinta-feira). Outros clubes me procuraram. Mas quando recebi esse convite, seria difícil dizer não ao Flamengo. Jogar no Flamengo é uma oportunidade única que não se pode dispensar - disse Eduardo ao GloboEsporte.com.

Os últimos dias serviram para resolver os trâmites burocráticos da transferência. Entre jogador, Flamengo e Shakhtar Donetsk, seu último clube, já está tudo definido. Advogados representantes das duas partes tratam de colocar no papel os termos do acordo, uma vez que na Ucrânia os salários são definidos de forma anual, enquanto no Brasil o trato é mensal.

Com passagens por Dínamo Zagreb, Arsenal e Shakhtar, Eduardo disputou a Copa do Mundo de 2014 pela Croácia, seleção que ficou no mesmo grupo do Brasil. Reserva, entrou apenas no segundo tempo da goleada de 4 a 0 sobre Camarões. Durante o Mundial, o atacante se encontrou com Felipe Ximenes, diretor executivo do Flamengo, no hotel onde a seleção croata estava concentrada, na Zona Sul de São Paulo. Na ocasião, tanto o dirigente como o jogador negaram que a conversa fosse sobre uma possível negociação.

Vascaíno declarado, Eduardo também recebeu a visita do gerente de marketing do Cruz-Maltino, Bernardo Pontes, que lhe entregou uma camisa do clube com o número 22 durante a Copa. O acerto com o Fla, no entanto, agradou parte da família. A mãe do jogador, dona Joelma, é rubro-negra e até reuniu a família para ver a partida contra o Atlético-PR na última quarta.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.