EI: “Dourado vê sombra de Guerrero no Flamengo; peruano reforça o clube em uma semana”

EI: “Dourado vê sombra de Guerrero no Flamengo; peruano reforça o clube em uma semana”

​O atacante Henrique Dourado vai para os últimos sete dias sem o principal concorrente no Flamengo: Paolo Guerrero. Com o peruano, por enquanto, liberado pela Fifa no próximo dia 3, o Ceifador tem as últimas chances para garantir o posto de referência no ataque, mas não conseguiu aproveitar todas as oportunidades que teve com o técnico interino Mauricio Barbieri.

Se a discussão forem os números, eles estão a favor de Dourado. Neste ano, o camisa 19 tem 14 jogos, sete gols e uma assistência no Flamengo. Em média, o jogador marca uma vez a cada dois jogos, o que praticamente mantém o aproveitamento de 2017 no rival Fluminense, que foi de 0,53 tento por partida. Guerrero, também na última temporada, anotou 20 em 44 aparições.

Se gol não é problema, a performance deixou a desejar em algumas oportunidades, principalmente com Barbieri. Em quatro jogos com o interino, Dourado foi sacado da partida em três. A única mudança que não foi por opção técnica foi contra o Vitória, na estreia do Campeonato Brasileiro, quando Everton Ribeiro foi expulso aos nove minutos de jogo. Na última quarta-feira (25), contra o Santa Fe, por exemplo, o atleta deu lugar a Geuvânio depois de não conseguir nenhum chute sequer.

Peruano foi liberado para treinar no clube no último mês (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Guerrero vai à Suíça pela absolvição

Flagrado no antidoping devido ao um metabólito da folha de coca, a benzoilecgonina, Guerrero voltará a Zurique na próxima segunda-feira (30), três dias antes da audiência marcada no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). A defesa do peruano espera conseguir a inocência no caso para garantir um histórico limpo para o atacante.

Apesar de ser improvável, há chance de a pena de seis meses imposta a Guerrero ser aumentada. A Agência Mundial Antidoping entrou com recurso pedindo até dois anos de suspensão pelo teste positivo de 2017. Mesmo que a decisão final não seja favorável, Guerrero já estará liberado para voltar a campo pelo Flamengo. O possível novo gancho só valerá a partir da resposta oficial do tribunal.

Reprodução: Esporte Interativo