EI: “No controle: sequência sem gols do Flamengo tem mais posse e menos chances a rivais”

EI: “No controle: sequência sem gols do Flamengo tem mais posse e menos chances a rivais”

​O Flamengo, ao menos na sequência recente, achou uma solução para evitar gols dos rivais: o passe certo e a posse de bola. Nos seis jogos de invencibilidade da defesa rubro-negra nesta temporada, o Rubro-Negro ficou com a bola em mais de 60% do tempo e manteve a mira em dia. Os números são do Footstats.

Desta sequência, os dois jogos em que o time de Barbieri ficou abaixo dos 60% de posse foram contra o América-MG, na despedida de Julio Cesar, quando quatro titulares foram poupados, e contra o Santa Fe, na Colômbia, pela última rodada da Copa Libertadores. No período, o acerto nos passes variou entre 91% e 96%. Outro número chama a atenção: o Fla cedeu, em média, menos de três chutes certos aos rivais. O resultado são quatro vitórias, dois empates e oito gols marcados.

Foto: Marcello Zambrana/AGIF

A partir do momento em que tivemos a posse de bola, que é a nossa proposta de jogo, criamos mais e tivemos oportunidades. A gente precisa de um pouco mais de discernimento nas partidas, para que isso (desatenção) não venha a acontecer e atrapalhe os nossos objetivos“, analisou Réver, criticando a postura mais passiva do Rubro-Negro no empate contra a Ponte Preta, na última quinta-feira (10), pela Copa do Brasil.

Após período turbulento, o Flamengo ainda procura reconquistar boa parte da torcida, que lotou o Maracanã no último mês mas ainda pede “raça” e pega no pé de alguns jogadores, como Renê, Geuvânio e Henrique Dourado. Ainda interino no cargo, o técnico Mauricio Barbieri tenta responder com números: no comando da equipe, já são oito jogos, quatro vitórias, quatro empates, 11 gols feitos e três sofridos.