| Futebol

“Ele merece a chance”

flameng - “Ele merece a chance”

Irmãos rubro-negros,

o decepcionante empate de quarta-feira com o Santos tornou o jogo de amanhã, contra o Atlético-PR, em Cariacica, uma verdadeira decisão.

A vitória já não é apenas um objetivo desejável, senão necessário.

Se pretende se manter entre os líderes do Campeonato Brasileiro, o Flamengo precisa vencer.

Muito humildemente, vou divergir do meu amigo Flavio, que em seu ótimo post de ontem demostrou mais uma vez a sua, e a de muitos rubro-negros, insatisfação com o trabalho do Zé Ricardo.

Eu, porém, acho que o Zé Ricardo realiza até o momento um trabalho bastante razoável.

Assumiu, sem qualquer passagem anterior, o time de futebol profissional do Flamengo.

E a ocasião não era das melhores. Time em crise aguda, sem zaga, sem estádio e refém de um esquema tático em que a posse de bola era uma fixação, sem qualquer efetividade. Pior ainda, o time perdia para adversários da Segunda, Terceira e Quarta Divisões do futebol brasileiro.

E foi nesse contexto de grande turbulência que o Zé Ricardo foi alçado ao cargo.

Longe de imitar seu antecessor, o que seria compreensível dado o robusto currículo do Muricy Ramalho, o Zé Ricardo desde o início procurou implementar esquema próprio de jogo.

Evidentemente, o tal 4-3-3 tornou-se a formação do momento e não há técnico que não o utilize.

Mas diferentemente do Muricy, o Zé Ricardo mudou o posicionamento e a forma de jogar do time, procurando, em vez da obsessão pela posse de bola, mais dinamismo e eficiência da equipe.

Os resultados apareceram com surpreendente rapidez. E o Flamengo começou a apresentar um futebol cada vez mais consistente.

Eu concordo com as críticas dirigidas à insistência dele com alguns atletas.

Realmente, não há explicação plausível para a escalação de certos jogadores que, jogo sim, outro também, não apresentam um futebol qualificado, sendo que o elenco atual oferece ao Zé Ricardo opções muito interessantes.

Outra observação se refere à demora nas substituições. Não possuo as informações pormenorizadas para atestar se a crítica é pertinente ou não. Mas ao menos diante do Santos, ele de fato postergou demasiadamente a entrada tanto do Adryan como do Mancuello.

Embora concorde com parte das críticas, eu ainda acho que o trabalho tem sido exitoso.

Ele poderia ousar mais, se arriscar mais? Sim. Ousadia e Flamengo combinam como churrasco e cerveja.

Mas vale lembrar, amigos, que o Flamengo continua a figurar no pelotão de cima, reduzindo aos poucos a distância para a liderança.

Além disso, o time tem mostrado um futebol consistente, com proposta de jogo bem definida, algo que há muito tempo não ocorre no clube.

O Zé Ricardo tem o respeito do elenco e conseguiu, mesmo com as dificuldades impostas, imprimir uma identidade ao time.

Todos sabemos, porém, que futebol é resultado. Se vencer, está tudo bem; se não, a cobrança é gigante.

Independentemente disso, eu desejo que o Zé Ricardo permaneça ao menos até o final do ano.

Não acho que ele esteja imune a críticas, de modo algum, tanto que compartilho de algumas delas.

Todavia, na minha humilde opinião, é prematuro defender a troca do comando técnico neste momento.

O Brasil vive momento lamentável quanto à formação dos técnicos e o Zé Ricardo tem o direito de mostrar seu valor.

De técnico promissor que é, torço para que ele se torne, no Flamengo, com a graça de São Judas Tadeu, realidade.

A vitória amanhã será muito bem vinda nesse processo.

Abraços e Saudações Rubro-Negras.

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.

Luiz Mengão Eduardo

Fonte: http://www.butecodoflamengo.com/2016/08/ele-merece-chance.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.