| Futebol

Em AL, Zico reverencia Dida: "Foi difícil bater um recorde dele no Flamengo"

Galinho diz antes de jogo festivo no Estádio Rei Pelé, em Maceió, que o craque alagoano marcou a sua família: "Legal falar dele aqui. É um ídolo eterno na Gávea"

flameng - Em AL, Zico reverencia Dida: "Foi difícil bater um recorde dele no Flamengo"

Maior ídolo da história do Flamengo, Zico visitou Maceió neste sábado. Ele participou de um jogo festivo com Jacozinho, no Rei Pelé, arrastou muita gente para o estádio e concedeu coletiva antes do evento. Um ponto marcante da fala do Galinho foi quando o tema da entrevista foi o alagoano Dida. Zico herdou a camisa 10 da Gávea justamente de Edvaldo Alves Santa Rosa e fez questão de reverenciá-lo em Alagoas.

- O Dida foi aquela pessoa que eu já era ídolo no Flamengo e, quando olhava pra ele dando treino, ficava com vergonha de chegar nele, de conversar com ele, porque aquela coisa do Ídolo é realmente fascinante - enalteceu o Galinho.

Pelo Rubro-Negro, Dida disputou 357 partidas e marcou 264 gols. Ele é o segundo maior artilheiro da história do Flamengo, perdendo justamente para Zico, que balançou a rede 508 vezes.

-  Sem dúvida, um dos dias mais difíceis pra mim foi quando eu estava para bater um recorde dele - imagina você bater um recorde de seu ídolo. Foi bem difícil. Depois de algum tempo, pude ficar mais perto dele. A última entrevista dele quem fez fui eu, num programa de rádio - lembrou Zico. 



O Galinho destacou ainda que Dida foi um ídolo de toda a sua família (veja acima especial do Globo Esporte). Um jogador que deve ser lembrado sempre com carinho pela torcida rubro-negra.

- Cansei de ver jogo dele na Portuguesa de Desportos, quando já tinha saído do Flamengo. Vi também jogo dele no Aterro do Flamengo, já entre os veteranos. Era uma paixão da família inteira. Essas coisas marcam na vida da gente. Dida fez a história dele. Dida, o Zagallo, o Peu (todos alagoanos) jogaram no Flamengo... O Jacó perdeu essa chance (risos). É muito legal a gente estar aqui e poder falar do Dida. É um ídolo eterno na história do Flamengo.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/al/futebol/noticia/2016/08/em-al-zico-reverencia-dida-foi-dificil-bater-um-recorde-dele-no-flamengo.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.