Em busca de brilho na quarta final, Diego se diz seguro na nova função no Flamengo

Em busca de brilho na quarta final, Diego se diz seguro na nova função no Flamengo

A caminho de sua quarta final com a camisa do Flamengo, Diego tenta reassumir o protagonismo que dele é esperado desde que chegou. A retomada no ano passado depois de uma grave lesão não foi como o esperado, sobretudo pelos resultados decepcionantes nas decisões da Copa do Brasil e Sul-Americana. A conquista do Estadual acabou como consolação.

Com Carpegiani, foram apenas duas partidas em 2018, apenas 160 minutos. Nenhum destaque, o que era esperado. A novidade é a exigência por mais intensidade e velocidade de raciocínio para atender ao esquema do técnico. Diego garante que sua experiência é currículo para estar seguro na função. Embora veja Paquetá ganhar espaço no meio-campo.

— Aprendi muito de posicionamento em 12 anos de Europa. Joguei em quatro posições diferentes. Sempre tenho algo a aprender. Cada treinador pode passar informação diferente. Temos trocado informação. Estou seguro para desempenhar minha função — acredita.

Sobre o jovem concorrente, Diego é só elogios.

—Ele é uma realidade, tem jogado muito bem. Cada ano que passa vai ser mais cobrado. Falei que esse ano é um novo patamar na carreira dele — disse, sobre Paquetá.

Com dores no tornozelo por causa de uma pancada, o zagueiro Juan não treinou com o grupo ontem e não deve encarar o Boavista. Rhodolfo é o substituto.