Os resultados são a prova disso. Se, no momento, o treinador tem aquele time considerado ideal, ele sabe que pode contar com quem vem do banco. Gabriel, por exemplo, entrou contra o San Lorenzo-ARG e marcou um golaço. Leandro Damião, diante da Portuguesa, fez três logo de cara. E, Juan, que também balançou as redes, é outro que recebe reiterados elogios. "É um zagueiro como poucos aqui no Brasil. De rara técnica. Em um calendário um pouco mais racional, poderia ser mais utilizado", destacou o comandante.

A expectativa também recai sobre Berrío, contratação mais cara da temporada e que ainda não foi titular. No entanto, não deixou de mostrar serviço. "É importante ter um jogador desses", resumiu Zé Ricardo, deixando em aberto a possibilidade da sua utilização no meio da semana, frente ao Universidad Católica-CHI, pela Libertadores. Afinal, qual treinador não gostaria de ter este leque de opções?

​​