| Futebol

Em casa no Pacaembu, Chicão quer aumentar pressão no Palmeiras

Zagueiro acredita em impaciência da torcida rival caso o Fla consiga controlar o jogo nos início e relembra vitória marcante em clássicos quando defendia o Corinthians

Vanderlei Luxemburgo e Chicão no treino do Flamengo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)Vanderlei Luxemburgo e Chicão no treino do Flamengo (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

O Pacaembu tem sido um palco onde o Flamengo tem sofrido ultimamente. Desde 2010, quando despachou o Palmeiras, por 1 a 0, gol de Vágner Love, o estádio paulista é local de apuros, mas um rubro-negro em especial tem motivos de sobra para entrar em campo otimista e se sentir em casa nesta quarta-feira, no confronto com o Verdão: Chicão. Mais novo titular de Vanderlei Luxemburgo, o zagueiro formará a zaga ao lado de Wallace, e reencontrará o cenário de tantas vitórias em seis temporadas com a camisa do Corinthians.

Sabemos que onde o Flamengo jogar vai ter apoio. A prova disso foi em Cuiabá, com estádio lotado
Chicão, elogiando a torcida rubro-negra

No Pacaembu, Chicão celebrou os títulos da Série B de 2008, do Brasileirão de 2011 e da Libertadores de 2012. No estádio paulista, também enumerou confrontos com os palmeirenses e adquiriu uma experiência que pode ser importante para que o Flamengo conquiste sua quarta vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro. Na porta da zona de rebaixamento, o Palmeiras vive momentos de pressão, e o camisa 3 rubro-negro acredita que este fator pode ser utilizado a favor dos cariocas.

- Temos que aproveitar isso. Sabemos que se o Palmeiras não fizer o gol no começo, vão começar a cobrar. Isso é normal, acontece com todas as equipes. Temos que estar bem concentrados. Vamos respeitar a equipe, que é grande e não vive um bom momento. Temos que tirar proveito deles jogarem em casa e diante do torcedor.

Em 2011, um confronto marcante para o zagueiro

Dos muitos duelos com o Palmeiras no Pacaembu, um marcou Chicão em especial. Em 2011, o Timão tinha acabado de ser eliminado da Libertadores pelo Tolima, ainda na fase prévia da competição. As cobranças eram muitas, o futuro era incerto, mas o triunfo sobre o maior rival acalmou os ânimos e foi o primeiro passo de uma volta por cima que acabou com o título Mundial do ano seguinte, no Japão.

- Lembro de um clássico quando o Tite tinha acabado de chegar. Vivíamos um momento difícil e vencemos com um gol do Alessandro, que não era muito de fazer gol. Foi uma partida complicada, disputada.

As condições de trabalho apresentadas no Pacaembu também foram elogiadas por Chicão, que garante não ter dúvidas de que muitos torcedores do Flamengo estarão presentes nas arquibancadas.

- Sabemos que onde o Flamengo jogar vai ter apoio. A prova disso foi em Cuiabá, com estádio lotado. Tenho boas lembranças do Pacaembu. Estádio bom, gramado perfeito. Vamos respeitar o Palmeiras, mas buscar a vitória.

Flamengo e Palmeiras se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), pela 22ª rodada do Brasileirão. Com 28 pontos, o Rubro-Negro é o décimo colocado na tabela.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.