EM DEFESA DA CRIA

EM DEFESA DA CRIA

Imagino que só quem já passou por situação semelhante, pode avaliar o sofrimento da perda de um filho. Mais doloroso ainda da forma terrível como aconteceu, no momento da vida desses meninos que aconteceu e no LUGAR onde aconteceu.

É estranho, pois, para nós torcedores do clube, por mais que se deseje acordar de um pesadelo, imaginando que tudo pode voltar ao normal rapidamente, você SABE perfeitamente que TÃO CEDO as coisas não voltarão a sua normalidade.

Foram 10 vidas, dedicadas ao Flamengo, perdidas de forma precoce e estúpida, além dos sonhos destruídos das famílias de cada um deles. Isso é assunto para essa mídia; especialista na hipocrisia, sensacionalismo barato e apelativo; por muito tempo.

Desde a última sexta-feira, tenho acompanhado atentamente todo o noticiário e ouvido as mais diversas opiniões. Reconheço ser uma prática que beira o masoquismo, já que, além de ficar revendo as imagens dessa tragédia o tempo todo, também acabo obrigado a ouvir os mais variados, e vis, ataques ao Flamengo

Neste momento, o sentimento se torna mais estranho ainda. Ao ouvir depoimentos tão sofridos dos familiares das vítimas, passo a me considerar um deles. Sim, isso mesmo!
“Filho” não é sinônimo de amor eterno, incondicional e irrestrito? Não significa estar ao seu lado em qualquer situação? Pois então o Flamengo é como se fosse um filho meu também e é ao seu lado que devo estar, independentemente do que aconteceu ou vier a acontecer.

Queiram, ou não, o Flamengo TAMBÉM É vítima dessa tragédia. Sobreviveu a ela, mas sai com enormes cicatrizes na sua história, além de um ENORME prejuízo patrimonial e financeiro.

Ao se negar a encarar esse episódio como uma trágica Fatalidade, e na ânsia de identificar um culpado, a mídia se prende a detalhes toscos, como ausência de Alvará e existência de multas por funcionamento na ausência deste documento, como estivesse se referindo ao “Botequim do Seu Manoel” e não ao MAIS MODERNO Centro de Treinamentos da América do Sul.

Quanto a essas 31 Multas emitidas (tão frequentemente lembradas), me perdoem, mas qualquer um que conheça como funciona o Serviço Público do nosso país, sabe que o valor dessas multas deve ser BEM maior do que a PROPINA necessária para se dar um “jeitinho” do documento sair mais facilmente, não é mesmo? Se nossos Dirigentes preferem pagar multas é porque, certamente, querem obter tal documento pelos meios legais.

Como também, se o criticado Módulo Habitável que se incendiou fosse tão irresponsavelmente perigoso, como grande parte desses ABUTRES querem fazer parecer ser, não seria utilizado no Campus da UFRJ da Praia Vermelha como Sala de Aula. Note-se, esses da UFRJ foram adquiridos da MESMA empresa dos nossos, têm dois andares e atendem a mais de mil pessoas.

Problemas no Ar Condicionado acontecem até mesmo numa Base da Aeronáutica, como ocorreu no Campo dos Afonsos, obrigando jogadores do Bangu a serem hospitalizados. Importante ressaltar, que mesmo dentro de uma Base da Aeronáutica, no horário de almoço (com diversas pessoas circulando) e com sentinelas a postos por todos os lados, um incêndio se iniciou e levou vários adultos para o hospital. É de se imaginar que um iniciado de madrugada, e no meio de  crianças, possa ter consequências ainda mais trágicas.

Por que é TÃO POUCO explorada a “Coincidência” de uma tempestade Bíblica na Cidade preceder essa tragédia? As árvores e postes nas proximidades do Ninho continuam lá no chão. Além disso, há prova testemunhal da oscilação no fornecimento de energia no local e de que o incêndio começou a partir de um ar condicionado, que havia recebido manutenção dois dias antes.

O Flamengo tem responsabilidade sobre o ocorrido e ninguém aqui está tentando negar isso. Mas está sendo tratado como ÚNICO culpado, o que é EXTREMAMENTE injusto, precoce, inconsequente.

A INTENÇÃO do Flamengo, em relação a esses meninos, sempre foi A MELHOR possível. Duvido MUITO que outro clube (Brasileiro ou Sulamericano) disponibilize condições semelhantes para seus jovens, como o Flamengo tinha programado entregar, em poucos dias, para os seus.

A porrada foi GRANDE. Em TODOS os envolvidos! Inclusive no Flamengo. Vai demorar a passar, vai deixar sequelas, vai tirar sabor do Fla-Flu, de alguns jogos subsequentes também, mas, da mesma forma que a vida seguiu para a Chapecoense, precisa seguir para nós também. Temos um desafio na Libertadores logo no início de Março e precisaremos de força (e oxigênio) para enfrentá-lo.

Mais do que em qualquer outro momento da sua história, o “Filho” de 40 milhões PRECISA do apoio de seus “Pais” e tenho certeza que terá.

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!

.



Canal no Telegram: Clique aqui e faça parte do nosso canal para receber todas as notícias em primeira mão.