| Futebol

Em jogo intenso, dupla brilha, Franca reage e bate o Fla na prorrogação

Coelho, com 20 pontos, e Pedro, com 19, comandam vitória do time paulista por 83 a 80. Olivinha faz duplo-duplo (19 pontos e 13 rebotes), mas não impede queda do Fla

flameng - Em jogo intenso, dupla brilha, Franca reage e bate o Fla na prorrogação

Na primeira partida de Hakeem Rollins com a camisa do Flamengo, o Franca jogou um balde de água fria na festa do Flamengo ao bater o Rubro-Negro por 83 a 80 na prorrogação, neste sábado, no Tijuca. Com mais um duplo-duplo na temporada (19 pontos e 13 rebotes), Olivinha foi um dos destaques da partida. Nada disso, porém, apagou a estrela de Coelho e Pedro. O armador de Franca guiou o time e fez 20 pontos. Pedro, a três segundos do fim, acertou a mão fora do garrafão e fez a cesta da vitória.

Apesar do revés, o time da Gávea segue líder absoluto da competição com 13 vitórias. O Franca aparece em terceiro, com oito triunfos em 15 jogos. O Flamengo volta a jogar pelo NBB na terça, contra o Bauru, novamente no Tijuca, às 19h30 - o SporTV transmite ao vivo. Já a equipe do ex-armador Helinho tem como próximo adversário o Macaé, na segunda-feira, às 19h30, em Macaé (RJ).

- Acho que nesse campeonato, o time que não consegue se impor dentro de um jogo corre um risco muito grande na partida. Hoje foi isso o que aconteceu com a gente. Acho que só conseguimos fazer aquilo que precisamos fazer no terceiro quarto. Foi isso que decidiu a partida - disse Neto, técnico do Flamengo.

A partida começou com Olivinha marcando dois pontos e sofrendo falta. O ala-pivô vibrou muito com a jogada levantando a torcida rubro-negra. O Franca passou à frente minutos depois, quando Cipolini acertou um chute de três fazendo 7 a 5. O lance motivou o time paulista que passou a dominar o jogo. Após cesta de três de Dedé, José Neto pediu tempo com 14 a 5 no placar para o rival. O Flamengo - que não contou com Marcelinho, lesionado - só voltou a pontuar a quatro minutos do fim, quando Marquinhos usou a tabela para diminuir para 16 a 7.

Pouco depois, José Neto mexeu no time lançando Hakeem Rollins pela primeira vez. Logo em sua primeira jogada, o americano aproveitou rebote de arremesso de Mineiro e cravou, reduzindo para 16 a 11. O segundo toque na bola de Rollins também foi para pontuar. Mais uma vez bem posicionado no garrafão, ele subiu alto para chegar a quatro pontos no jogo. Apesar do bom momento do time da casa, o Franca conseguiu controlar as ações no fim do quarto, vencendo o período por 19 a 14.

O segundo quarto começou com uma cesta de Marquinhos para o Flamengo. O Franca respondeu com um chute certeiro de três de Antonio na sequência. Os minutos seguintes foram favoráveis ao time paulista, que chegou a colocar dez pontos de frente: 30 a 20. Sem Rollins, que iniciou o quarto no banco, o Rubro-Negro continuou atrás do marcador até o intervalo. Nos segundos finais, Coelho sofreu falta em Olivinha, que foi para dois lances livres. Ele converteu o primeiro, mas errou o segundo, e o Franca foi para o intervalo vencendo por 36 a 32.

A primeira cesta do terceiro quarto foi de JB Batista, convertendo um lance livre e errando outro. Na sequência, Olivinha enterrou deixando o Flamengo a um ponto do empate. O mesmo Olivinha marcou os pontos da virada, num gancho diante da marcação rival: 39 a 37. Inspirado, o camisa 16 ainda acertou uma de três minutos depois, levando a torcida à loucura. Aos seis, José Neto voltou a lançar Rollins, que, de dentro da quadra, viu Olivinha ganhar na força e fazer 48 a 39, garantindo mais um duplo-duplo na temporada. Dominado, o Franca não teve forças para reagir e foi para o período final perdendo por 57 a 47.

Mesmo com o placar adverso, a equipe do técnico Helinho não desistiu da partida e foi buscar nova reação no último quarto. Aos três minutos, Coelho diminuiu para 59 a 54, obrigando José Neto a parar o jogo. Após a conversa, o Flamengo voltou para a quadra mais ligado. Com duas cestas seguidas de Ronald Ramon, o time da Gávea voltou a liderar o placar. No fim, porém, o Franca foi buscar o empate na base da raça num cesta de três de Coelho (70 a 70), levando o jogo à prorrogação.

O Franca saiu na frente no tempo extra, graças a uma falta técnica de José Neto. Pouco depois, Pedro acertou chute de três, dando boa vantagem aos paulistas, que voltaram a pontuar com Cipolini. O Flamengo não se entregou e foi buscar o empate. Após cesta de Olivinha, Ronald Ramon pontuou na bandeja, fazendo 78 a 78. Depois de uma interrupção de cerca de cinco minutos para trocar um dos cronômetros, o jogo voltou com Coelho pontuando para Franca. Na sequência, Rollins cometeu falta de ataque. Só que o Flamengo não se entregou e voltou a empatar a cinco segundos do fim, com Olivinha (80 a 80). Só que Pedro estava com a mão calibrada: acertou um chute de três, garantindo a vitória por 83 a 80.

Flamengo: Ronald Ramon, Lelê, Marquinhos, Olivinha e JP Batista. Entraram: Rollins, Mineiro, Pedrinho, Danilo, Heitor.Técnico: José Neto

Franca: Coelho, Dedé, Antonio, Cipolini e Dú Sommer. Entraram: Cesar, Pedro, Alexey, João Pedro, Cauê. Técnico: Helinho.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/basquete/nbb/noticia/2017/01/na-estreia-de-hakeem-rollins-franca-reage-e-bate-na-fla-na-prorrogacao.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.