| Futebol

Em parceria 100% com Luxa, Cáceres exalta confiança com treinador

De volta contra o Corinthians, volante do Flamengo chega a seis vitórias em seis jogos com o comandante, mas faz questão de elogiar outros jogadores da posição

Caceres Treino flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Cáceres (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O técnico Vanderlei Luxemburgo já disse em outras oportunidades que foi responsável pela indicação de Cáceres para o Flamengo em 2012. Dois anos depois, voltou ao clube e encontrou o paraguaio, que se tornou seu homem de confiança, atuando em seis jogos sob o seu comando, todos com vitória.

Cáceres credita a Luxemburgo boa parte de sua importância em campo para o time. Ele deixa seus números em segundo plano, apesar de demonstrar satisfação por sair de campo sempre com os três pontos desde a chegada do novo treinador.

- Não levo muito em conta isso (números). Acho que se estivesse no jogo contra o Grêmio aconteceria a mesma coisa. Para mim, é importante jogar e não perder para a minha confiança. Ele (Luxemburgo) transmite isso e quanto você tem confiança se anima a fazer mais coisas e ajudar o time - disse Cáceres.

O treinador chegou quando o Flamengo estava na lanterna do Campeonato Brasileiro, e os jogadores não demonstravam confiança em campo nem expectativa de se recuperar. Para Cáceres, sua chegada foi fundamental para o time estar hoje em uma situação mais confortável, ocupando o 10º lugar na competição.

- Todo mundo sabe que o Luxemburgo melhorou tudo aqui. Deu motivação, confiança, arrumou o time. Não estamos como antes, muito desordenados, tomando muitos gols. Com certeza, ele é muito importante, tem uma personalidade que se impõe e o jogador gosta disso - afirmou o paraguaio.

Cáceres se considera importante na formação defensiva diante das jogadas de bola parada. No entanto, seus substitutos receberam elogios do paraguaio, que havia ficado fora dos jogos contra Coritiba, Grêmio e Goiás.

- É muito gol de bola parada hoje em dia e nessa situação ajudo muito ao time. Pode ser um fator. Mas quando jogaram, Recife e Amaral fizeram boas partidas - comentou Cáceres.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.