Na súmula do jogo, o árbitro Wagner Reway justificou a penalidade e a expulsão de Éverton Ribeiro, lance que enfureceu jogadores e torcedores rubro-negros. Além disso, como destaca o ​UOL Esportes, Reway relatou 'reclamações ostensivas' de dirigentes do clube carioca, no intervalo do confronto.

"No intervalo do jogo, enquanto a equipe de arbitragem se deslocava para o vestiário, o presidente do Flamengo, sr. Eduardo Bandeira de Mello, posicionou-se em frente ao vestiário e quando estávamos passando proferiu palavras de reclamação contra a arbitragem (...) Além dele, diversas outras pessoas com uniforme do Flamengo estavam próximos a região dos vestiários reclamando com gestos e palavras ostensivas", afirmou.

​​