Conforme observado pelo ​globoesporte.com, quase um mês após a saída de Carpegiani, o Flamengo não evoluiu e até regrediu em certos pontos. A equipe é lenta para fazer a transição entre defesa e ataque, pouco chuta a gol e abusa das bolas alçadas na área. Para piorar, vê seus principais jogadores de ataque em péssima fase. Diego é o principal exemplo, e o camisa 10 não tem sido poupado das críticas pela torcida.

A situação do Rubro-Negro na Libertadores não é desesperadora, mas com o histórico recente de dificuldades na fase de grupos do torneio, a preocupação é inegável - junto a isso, o futebol apresentado pela equipe até aqui também deixa os torcedores com um pé atrás. Para ficar tranquilo em relação à classificação para as oitavas-de-final, o Fla precisa vencer o Emelec no Maracanã, em jogo marcado para o próximo dia 16 de maio.

​​

​​