Emprestado pelo Fla, Muralha segue sina em pênaltis e tem média superior a um gol sofrido por jogo

Emprestado pelo Fla, Muralha segue sina em pênaltis e tem média superior a um gol sofrido por jogo

A temporada de 2017 não traz lembranças tão boas à torcida rubro-negra. Parte disso, certamente, é por conta do goleiro Alex Muralha, que cometeu grandes falhas na temporada e, não à toa, acabou sendo emprestado ao Albirex Niigata, do Japão.

No clube asiático, Muralha segue sem obter grandes números. Até então, o arqueiro tem a marca de cinco gols sofridos em quatro partidas disputadas, ou seja, a média é de 1,25 gol sofrido por jogo. Outro ponto negativo para o atleta são as cobranças de pênaltis, que seguem sendo seu ‘calcanhar de Aquiles’.

No último domingo (08), o goleiro teve frente a frente com o adversário mais uma vez e, assim como fez na final da Copa do Brasil – episódio que o marcou negativamente quando atuava pelo Fla -, decidiu pular no canto direito. O jogador que cobrou a penalidade chutou no canto oposto e garantiu a vitória de sua equipe pelo placar de 1 a 0.

VEJA O LANCE:

Aos 28 anos de idade, Alex Muralha tem contrato com o Flamengo até o fim de 2019. Quando deixou o clube da Gávea, Muralha afirmou que deseja retornar um dia para se reerguer na equipe. Contudo, com opções como Diego Alves e César, além de Thiago e Gabriel Batista (menos experientes), o clube dificilmente dará nova chance a Muralha em seu elenco.