| Futebol

Especialista contesta Fla como 17º maior das Américas: 'Esse estudo é furado'

flameng - Especialista contesta Fla como 17º maior das Américas: 'Esse estudo é furado'

Causou revolta na torcida do Flamengo nesta quarta-feira a divulgação do estudo da edição mexicana da Forbes que coloca o rubro-negro como a 17ª marca mais valiosa do futebol das Américas, com Corinthians na primeira posição seguido por Palmeiras e Grêmio. Especializado em gestão esportiva, Amir Somoggi desqualificou o estudo, que taxou como "furado".

- Esse estudo é furado. Você tem que somar o que é ativo e descontar a dívida. O Flamengo talvez não liderasse, mas certamente não estaria em 17º - explicou. - Como pode o Grêmio ser segundo? É impossível. A Arena (do Grêmio) vale muito, mas hoje o clube recebe o dinheiro do sócio-torcedor.

Na conta, o Flamengo tem a seu favor receita, patrocínio, jogadores valorizados no mercado e direitos de televisão, mas não é dono de um estádio, como outros clubes. O rubro-negro tem ainda uma dívida grande, ainda que em queda.

- O Flamengo tem mais receita, mas o Internacional, por exemplo, tem um estádio. É preciso somar tudo isso e descontar a dívida - afirmou.

Somoggi encontrou inconsistências nos números, como os New York Red Bulls estarem na frente de Los Angeles Galaxy e Orlando City, todos da Major League Soccer (MLS), dos Estados Unidos. O especialista acredita que um clube brasileiro estaria na liderança, mas não arriscou quem seria o melhor colocado. Ele ressaltou um dos pontos que impediria o rubro-negro carioca de estar no topo da tabela.

- Acho que teríamos um brasileiro na liderança. Corinthians, Flamengo e Palmeiras tem uma receita muito superior até do que os times americanos - ressaltou. - O Flamengo tem tudo isso, mas tem uma dívida de R$ 400 milhões. Ela é decrescente, foi criada em outras administrações, mas ainda assim estaria neste cálculo.

Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/especialista-contesta-fla-como-17-maior-das-americas-esse-estudo-furado-21908648.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.