| Futebol

Especialista em história dos aromas descreve como seria a essência do ‘cheirinho de hepta’ do Flamengo

flameng - Especialista em história dos aromas descreve como seria a essência do ‘cheirinho de hepta’ do Flamengo

Com os sentidos aguçados, os rubro-negros sentem o “cheirinho do hepta” a cada vitória do Flamengo no Brasileiro, mas, como seria esse aroma? A pedido do EXTRA, a perfumista Palmira Margarida imaginou e descreveu o perfume.

Especialista em história dos aromas, ela explica que, inconscientemente, as pessoas podem sentir os cheiros das emoções, e uma conquista como o Campeonato Brasileiro exige garra, coragem e virilidade:

— Dessa mistura nasce um perfume com cheiro de vísceras, entranhas e vigor. Deve ser esse rastro de perfume que os flamenguistas vêm sentindo. O aroma de hepta exala alguém destemido e com sangue nos olhos indo para uma batalha.

De acordo com Palmira, há três ingredientes principais no “cheirinho”: pimenta-do-reino, gengibre e almíscar negro, substância secretada por alguns animais para marcarem território.

— O resultado é um cheiro quente, viril e soberano, dominante e que se alastra. Quando ganha o ar, nada mais é sentido, ele domina o território, solapa e abafa, com suas notas ferozes, todos os outros aromas — descreve a especialista, que também é rubro-negra e trabalha criando essências personalizadas.

Ingredientes do cheirinho de hepta

Pimenta-do-reino: representa a energia da torcida e o tempero do time e da alma carioca

Almíscar negro: simboliza a luta pelo poder, conquista de espaço, determinação e firmeza

Gengibre: planta análoga ao sol, tem cheiro de vigor e representa o ouro e a vitória

Fonte: http://extra.globo.com/esporte/flamengo/especialista-em-historia-dos-aromas-descreve-como-seria-essencia-do-cheirinho-de-hepta-do-flamengo-20212466.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.