| Futebol

Especulados no Flamengo, Marinho e Vitinho oscilam entre altos e baixos na carreira

Jogadores viram para reforçar o rubro-negro para a Libertadores em 2017

flameng - Especulados no Flamengo, Marinho e Vitinho oscilam entre altos e baixos na carreira

Garantido na fase de grupos da Libertadores de 2017 e determinado a conquistar um título que não vem desde 1981, o Flamengo já corre atrás de refroços para tentar sua segunda conquista no torneio continental. Dois dos nomes mais fortes na Gávea são os dos atacantes Vitinho, destaque do Internacional na reta final do Campeonato Brasileiro deste ano, e Marinho, principal jogador do Vitória em 2016 e conhecido tanto pelos dribles em velocidade e gols, quanto pelas folcóricas entrevistas na saída do gramado.

Do lado rubro-negro, a grande dúvida é se ambos podem corresponder as expectativas da exigente torcida do Fla, embora os potenciais reforços poderiam formar um trio de frente com Paolo Guerrero no esquema de Zé Ricardo, que revezou Gabriel, Fernandinho e Éverton entre os titulares este ano.

Destaque do Inter na reta final do Campeonato Brasileiro, Vitinho foi o carrasco do Fla na vitória de virada do colorado na 31ª rodada, o jogador de 23 anos, revelado pelo Botafogo, tem na habilidade, chute de média e longa distância e capacidade de finalização com as duas pernas seus pontos fortes. No entanto, o atleta também é criticado por se desligar das partidas em diversos momentos.

- Vitinho é assim: passa 90% do jogo no mundo da lua, ou em seu mundo particular, mas pode decidir a partida em apenas um chute - destaca Leonardo Behs, repórter do jornal Zero Hora. Vitinho, que não se adaptou ao futebol russo quando defendeu o CSKA, chegou ao Inter por empéstimo em 2015 e foi um dos principais destaques dp Colorado, mas não manteve o bom futebol este ano e só recuperou a titularidade durante o Campeonato Brasileiro. Agora, a iminente saída do Beira-Rio também parece ter afetado o jogador.

- Se em 2015 Vitinho foi decisivo, em 2016 as coisas mudaram. Ele não pareceu demonstrar o mesmo comprometimento, passou diversos jogos no departamento médico, com dores musculares, além de parecer com a cabeça distante do Beira-Rio, uma vez que está em fim de empréstimo e recebeu ofertas do Flamengo e de clubes do exterior - acrescenta Behs. Em 98 jogos com a camisa do Inter, Vitinho fez 28 gols e deu outras 13 assistências.

Se faltou a Vitinho mais entrega e regularidade em 2016, o mesmo não se pode dizer de Marinho. Principal destaque de um fragilizado Vitória, que ainda briga contra o rebaixamento, o atacante chamou a responsabilidade em vários momentos decisivos para o rubro-negro baiano, como nas vitórias sobre Atlético-PR, Figueirense e Coritiba, que renderam ao clube 9 pontos nos últimos quatro jogos do Brasileirão. As arrancadas em velocidade, dribles curtos e gols decisivos lhe renderam o apelido de "Di Marinho", numa alusão ao meia argentino Di María.

Por outro lado, a grande dúvida é se o camisa 7 do Vitória, autor de 20 gols em 42 jogos este ano, vive uma temporada de exceção na carreira. Aos 26 anos, Marinho é um verdadeiro andarilho do futebol brasileiro. Após receber poucas oportunidades no Internacional entre 2009 e 2011, o jogador passou por Paraná, Goiás, Ituano e Náutico entre 2011 e 2014. No ano seguinte, transferiu-se para o Ceará, onde ganhou a Copa do Nordeste e foi um dos destaques da equipe.

As boas atuações do atacante pelo Vozão despertaram, ainda em 2015, o interesse do Cruzeiro. Na Raposa, Marinho teve nova passagem apagada, e acabou emprestado ao Vitória, onde vive o auge de sua carreira e alcançou, pela primeira vez, o status de reforço de peso no cenário nacional.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/especulados-no-flamengo-marinho-vitinho-oscilam-entre-altos-baixos-na-carreira-20604442

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.