| Futebol

Esquecido, Mugni abre vantagem como 12º jogador do Brasileirão

Sem deixar o banco nas últimas cinco rodadas, argentino jogou 165 minutos a mais do que Dagoberto. Veja quem é o reserva que mais tempo fica em campo em cada clube

Há cinco rodadas esquecido no banco de reservas do Flamengo, o argentino Lucas Mugni lidera as estatísticas de 12º jogador do Brasileirão, jogador que mais minutos atuou saindo do banco de reservas na Série A. Esteve em campo 165 minutos a mais do que o atacante Dagoberto, do Cruzeiro, o segundo colocado.

Mugni já era o reserva mais utilizado na Série A na 11ª rodada, quando o técnico Ney Franco foi demitido do Flamengo após a goleada por 4 a 0 sofrida contra o Internacional. Vanderlei Luxemburgo assumiu a equipe na 12ª rodada e escalou o argentino como titular em duas partidas seguidas, contra Botafogo e Chapecoense. Depois disso, voltou para o banco. Da 14ª à 20ª rodadas, só ficou de fora na 19ª, mas das últimas oito rodadas, só atuou uma vez.

Enquanto isso, no Cruzeiro, Dagoberto se mantém como um reserva constante no pós-Copa, tendo atuado em 14 das 19 rodadas disputadas depois do Mundial.

Os reservas que mais atuaram no Brasileirão até a 28ª rodada (Foto: GloboEsporte.com)







O ranking do 12º jogador do Brasileirão foi publicado pela primeira vez na 11ª rodada. De lá para cá, o atacante Erik, do Goiás, foi quem mais mudou de status. Era o vice-líder da primeira lista e a partir da 12ª rodada, virou titular absoluto, tendo conseguido destaque na equipe.

Outro destaque é o atacante Luciano, do Corinthians, 10º colocado da lista atual. Das 28 rodadas do Brasileirão, ele atuou em 25, sendo titular em nove e substituto em 16.

Há uma certa diferença no perfil dos reservas mais usados em cada clube. Em dez delas, o 12º jogador está ainda em idade olímpica, até 23 anos, sendo lançado aos poucos na equipe, casos de Atlético-PR, Bahia, Corinthians, Coritiba, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Goiás, Internacional e Vitória.

Já Atlético-MG, Botafogo, Chapecoense, Grêmio, Palmeiras, Santos, São Paulo e Sport têm como reserva mais recorrente jogadores entre 24 e 28 anos. E apenas Criciúma e Cruzeiro apostam em jogadores com mais de 30 anos, casos de Paulo Baier (39) e Dagoberto (31).

Veja abaixo quem é o reserva que atuou por mais tempo em cada um dos clubes.

*A equipe do Espião Estatístico é formada por: Bruno Marques, Eduardo Sousa, Igor Gonçalves, Leandro Silva, Pedro Lopes, Pedro Venancio, Roberto Teixeira e Valmir Storti.


O reserva mais usado em cada equipe (Foto: GloboEsporte.com)


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.