| Futebol

ESSA DOEU

A maré não está para peixe

 

Perder um jogo praticamente ganho, na última jogada, dói muito, mas os pessimistas que me desculpem, a derrota de ontem eu credito aos deuses do futebol, que devem estar com alguma bronca do nosso time.

 

Jogamos contra um time muito bem organizado, que até tomar o primeiro gol abdicou de atacar, com todos os jogadores atuando atrás da linha da bola.

 

Mesmo assim criamos várias oportunidades no início do primeiro tempo. Cirino acertou um chute na trave e em outra oportunidade Emerson chegou alguns centímetros atrasado.

 

Veio o segundo tempo e logo no início recuperamos uma bola no ataque e depois de um rebote do goleiro a bola sobrou para Alan Patrick, que deu um belo drible no zagueiro e tocou com categoria no canto esquerdo do bom goleiro do Figueirense.

 

A partir daí O Figueirense se abriu um pouco, mas não conseguia incomodar o nosso goleiro.

 

Até que, em uma jogada em que o atacante do Figueirense se encontrava cercado por três jogadores do nosso time, o Wallace cometeu uma falta desnecessária quase na meia lua da área, que resultou no primeiro gol do Figueirense.

 

Apesar da falta ter sido bem cobrada, tive a impressão que era uma bola perfeitamente defensável.

 

Esse gol fez com que o Figueirense voltasse a armar a retranca com que iniciou o jogo, mesmo assim, tivemos duas oportunidades, uma em um chute do canteiros de fora da área e outra em uma cabeçada do Emerson Sheik.

 

Quando parecia que nada mais iria acontecer, o Emerson perdeu uma bola na lateral do meio de campo, proporcionando um contra ataque que pegou nossa defesa desarrumada e tomamos o segundo gol. Foi a última jogada, não dando tempo nem de dar a saída de jogo.

 

Perdemos, a meu ver, jogando melhor que o adversário, que teve somente três chances de gol e converteu duas.

 

Perdemos por não ter um centro avante de ofício, que saiba jogar dentro da área e converter as oportunidades em gol.

 

Vamos ver se com a estreia do Guerreiro essa deficiência seja resolvida.

 

Atuações

 

Bolão: Os 20.769 torcedores que, em um domingo chuvoso e frio

             se dispuseram a ir ao Maracanã para apoiar o time.

 

Bola: Ayrton, Jorge, Jonas, Canteiros e Alan Patrick

 

Bolinha: Cesar, Marcelo, Wallace, Everton, Marcelo Cirino e

                Emerson

 

 

ISSO AQUI É FLAMENGO, PORRA!


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.