O primeiro, claro, é o fator estádio. Em 14 jogos no local, foram dez vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, o que dá um aproveitamento de 76%. Além disso, sofreu apenas oito gols. E isso garante um respaldo para que, nos quatro compromissos confirmados no Luso-Brasileiro até o final do Campeonato Brasileiro, o Fla possa encaminhar uma classificação direta à Libertadores da América - a meta é conseguir mais 19 pontos.

Além disso, o técnico Reinaldo Rueda tem à disposição a equipe considerada ideal, o que aumenta a esperança de um triunfo que colocará o clube na 6ª posição do Brasileirão, à frente do Botafogo. Claro, do outro lado estará um adversário que vem de empate fora de casa com o Palmeiras e vitória sobre o líder Corinthians na Fonte Nova. Mas, para o Flamengo, a força da Ilha e do seu elenco precisa prevalecer a partir das 21h.

Flamengo: Diego Alves; Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Everton e Guerrero. Técnico: Reinaldo Rueda.

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson e Renê Júnior; Zé Rafael, Vinícius e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo César Carpegiani.