Eu teria um desgosto profundo…

Eu teria um desgosto profundo…

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

É, galera! Estamos, realmente, desgostosos com este Flamengo. Ele não nos representa! O tempo vai passando e não percebemos as mudanças tão necessárias à virada esportiva que se faz cada vez mais urgente no Mengão.

A cada jogo que passa me dá mais tristeza de ver o time se apresentando. Somos terra arrasada, um deserto criativo, somos autômatos, zumbis, esportivos. Os jogadores não cumprem o papel que deveriam cumprir, rendem muito abaixo do que poderiam render e nada acontece. Falta vibração, falta enxergarmos aquela vontade de vencer nesse elenco, os caras não tem ímpeto.

Eu já nem vejo as coletivas pós jogos nem ao longo da semana pois os discursos são padronizados e pautados numa pasteurização que salta aos olhos. Ontem nosso dublê de treinador informou que não está preocupado com o rendimento da equipe. Isso beira o absurdo, é o retrato da incompetência de da acomodação que ultimamente se instaurou no Cube de Regatas do Flamengo.

Que eles não estão preocupados, todos já sabíamos. Isso é latente, límpido e claro. Não está nem subentendido. Não vemos preocupação nos profissionais do clube porque não assim o é na parte de cima da “cadeia alimentar”. A verdade é que estão todos acomodados com tudo. É uma matemática simples: os salários são pagos em dia, eles esfregam os dados do GPS para provar que correram e o presidente “vai levando”!

Falta indignação com a derrota, inconformismo com o mau desempenho. Todos saem de campo conformados com empates e derrotas. Pior ainda, não vemos ninguém chateado com situações fora de nosso controle. As entrevistas com discursos prontos e com aquele ar blasé de sempre enervam todo e qualquer flamenguista.

Já perdi minha capacidade de indignação com esse time. Os caras solaparam minhas foças críticas. Não tem mais o que falar contra esse elenco malacafento e acomodado. Os caras recebem salários astronômicos, não entregam responsabilidades e tudo continua da mesma maneira de sempre.

Já escrevi por aqui em várias outras colunas anteriores e continuarei repetindo: esqueçam essa gestão. EBM é um presidente que não cumpre sua palavra. Está se isolando politicamente desde que assumiu a presidência após ter caído de paraquedas devido a um impedimento de um dos membros da chapa azul original.

A maioria de seus pares foi se desligando de sua figura na medida em que decepcionavam-se com a falta de cumprimento do que foi combinado anteriormente. Sua inscrição em partido político e consequente ingresso na política partidária expuseram sua verdadeira faceta, vaidosa, de tentar colher frutos privados graças à popularidade adquirida pela super exposição gerada por ser presidente do maior clube do Brasil.

Essa atitude é degradante, beira o lastimável, e faz com que muita gente de boa índole se afaste, ainda mais em ano eleitoral. Mais agravante ainda é a situação dos funcionários, sejam eles quais forem. Especificamente no futebol, como todos perceberam que o Flamengo virou uma repartição pública, essas pessoas burocratizaram o futebol, com a conivência de seus comandantes.

Assim como na política, as atitudes e os discursos são padronizados. Todos sabemos que nada mudará, mas eles continuam acreditando no “trabalho”. Aliás, que trabalho é esse? Tivemos várias semanas livres para treinamento da equipe e ainda não temos nem um arremedo de padronização tática, nenhuma evolução foi mostrada.

Ninguém sabe o que fazer ou como posicionar-se dentro de campo. As atribuições táticas não foram expostas de maneira em que os atletas assimilassem e, ao menos, tentassem apresentar uma solidez minimamente aceitável. Somos estéreis taticamente, vulneráveis defensivamente e nossa transição inexiste. Em suma, somos um time abaixo do medíocre. E afirmo, meus amigos, que isso continuará a perdurar, pelo menos enquanto essa diretoria estiver por aí.

É triste, mas essa é a cruel realidade do Mais Querido neste momento da história. Como disse nosso querido confrade JJ – leia aqui – esse é o pior Flamengo de todos os tempos. Concordo integralmente com ele. E só nós poderemos mudar isso, e o que é pior: apenas rezando. Que e Zico e São Judas Tadeu nos abençoe! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!!!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken
Follow @fabio_monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!