Em sua segunda passagem pelo Flamengo (a primeira foi em 2009), Everton completou 250 jogos com a camisa do time de coração no último fim de semana, diante do Palmeiras. Natural de Nortelândia, no Mato Grosso, o atacante contou que a cidade é dividida entre rubro-negros e vascaínos. 

"Naquele gol do Pet em 2001 eu vi que era Flamengo de verdade. Foi um dia emocionante na minha cidade. Teve passeata e tudo que tem direito. (...) Fiz gol na final do estadual, na Sul-Americana, os dois contra o Fluminense, mas o contra o Vasco foi especial. Meu tio teve que me aturar (risos). Ele tentava me fazer torcedor do Vasco. E esse dia foi um dia que eu falei "sou Flamengo de verdade mesmo". E depois de muito tempo fui jogar com o Pet. Nossa... Mas eu não consegui falar com ele sobre isso. Eu era muito tímido com o Pet. Eu era moleque e ele já era consagrado", revelou o camisa 22, em entrevista ao ​globoesporte.com.

Nesta quinta-feira, Everton entra em campo com o Flamengo para encara o Coritiba no Couto Pereira, às 21h.

​​