• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Ex-Flamengo relembra passagem pelo clube e se declara: “Tenho um carinho muito grande”

Com uma grande identificação pelo Flamengo, o volante Cristian, atualmente na Juventus-SP, relembrou sua passagem pelo rubro-negro carioca e aproveitou para agradecer o carinho recebido na época e contar um pouco sobre os bastidores daquele elenco, que ficou marcado por jogadores como Obina, Souza e Léo Moura, além do treinador Joel Santana.

— Tive vários momentos bons no Flamengo. O clube me deu oportunidade de voltar ao cenário nacional depois da passagem pelo Athletico Paranaense. Tenho um carinho muito grande pelo clube, muito mesmo. As coisas fluíram muito bem para mim e para minha família -, agradeceu Cristian, em entrevista ao jornal O Dia.

Logo na primeira temporada vestindo a camisa do Flamengo, em 2007, Cristian passou por momentos complicados. O clube beirou a zona de rebaixamento durante o primeiro turno do Campeonato Brasileiro, porém, após uma incrível arrancada na segunda metade, conseguiu encerrar a competição na terceira colocação e com vaga garantida na Copa Libertadores do ano seguinte.

— O segredo da arrancada foi o grupo, tínhamos um elenco muito bom: Souza, Obina, Fábio Luciano, Roger, Ibson, Toró… jogadores muito bons. Papai Joel foi fundamental também. A torcida do Flamengo também comprou nossa ideia, lotava o Maracanã. Eles faziam o papel fora de campo e nós fazíamos o nosso dentro -, analisou o volante.

— Eu tive muitas oportunidades no Flamengo. A história verdadeira é que o Caio Júnior, treinador na época, optou por não me usar mais. Não tenho mágoa nenhuma pelo clube. São poucos que conseguem jogar pelo Flamengo. Eu tinha mais três anos de contrato, mas o Joel saiu, o Caio chegou, e eu acabei saindo do clube. Mas mágoa não tenho, muito pelo contrário –, finalizou.

Publicado em colunadofla.com.