"Camacho é meu irmãozão, falo com ele todo dia. (...) É o cara com quem eu mais tenho afinidade, um cara com quem eu tenho uma aproximação com a família dele. Falo com a mãe dele praticamente toda semana. Sem dúvida, ele é um jogador que, tanto fora de campo quanto dentro de campo, é excepcional. É uma pessoa maravilhosa", disse Paquetá, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

Sem renovar o contrato com o Flamengo, Vinícius Paquetá foi para o Vasco, onde também não teve oportunidades de jogar no time principal. A estreia como profissional aconteceu somente em 2011, já com a camisa do Mogi Morim. Depois de passar por diversos clubes de menor expressão, o atacante hoje joga pelo Moto Club, que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro.

"Tenho a meta aqui de poder subir a equipe do Moto. A minha maior meta hoje aqui, na minha vida profissional, é subir a equipe do Moto, para que clubes de maior expressão venham me enxergar aqui, venham ver meu futebol, para que portas venham a ser abertas. Para que eu possa chegar como o Camacho, como os meus amigos hoje estão, para que eu também consiga chegar. Neste ano, a meta, o foco que eu tenho na minha vida é este", concluiu.

​​