| Futebol

Ex-vascaíno, Eduardo da Silva afirma: "Toda criança nasce flamenguista"

Herói na vitória sobre o Sport por 1 a 0, atacante confirma mais uma vez a origem como torcedor rival, mas exalta popularidade rubro-negra

Eduardo da Silva, Flamengo, Flamengo x Sport, Maracanã (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)Eduardo da Silva começa a deixar o Vasco no passado (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)

Nascido no Rio de Janeiro e amante do futebol, Eduardo da Silva tinha seu clube de coração na infância. Torcedor do Vasco, ele acabou vestindo a camisa do Flamengo em sua primeira chance como profissional no Brasil. Aos 31 anos, confirmou mais uma vez sua origem como vascaíno, mas fez uma exaltação à popularidade rubro-negra.

- Fui vascaíno, mas não era fanático. Na verdade, acho que toda criança nasce flamenguista. Com o passar do tempo, vai crescendo e acontece alguma coisa que a deixa com raiva e troca de clube só para provocar alguém e ser diferente dos outros - disse Eduardo.

Depois de um longo tempo no futebol europeu, Eduardo da Silva deixa para trás o passado vascaíno. Ele deixou o país ainda adolescente em busca de uma vida melhor e o sentimento de torcedor também acabou ficando de lado ao se deparar com o profissionalismo do esporte.

- Minha infância é passado. Na primeira coletiva, há três semanas, já tinha falado sobre isso. Foram 15 anos de Europa, metade da minha vida. O mais importante é que estou aqui e darei o máximo que puder - comentou o jogador.

Eduardo da Silva disputou dois jogos pelo Flamengo e fez um gol. O técnico Vanderlei Luxemburgo ainda não deve escalar o jogador como titular no confronto com o Coritiba, domingo, em Curitiba. O duelo definirá o lanterna ao fim da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.