Expansão do Fla Memória é aprovada em votação do CODE

Expansão do Fla Memória é aprovada em votação do CODE

Reprodução/ Patrimônio Histórico, ISV, Mude

Na noite desta terça-feira (27), foi aprovado o projeto de expansão do Fla Memória, proposta submetida à votação do Conselho Deliberativo do Flamengo. Com a decisão dos conselheiros, a empresa argentina Mude e o Instituto ISV passam a ter a chancela de ir ao mercado buscar recursos financeiros para a expansão da exposição rubro-negra na Gávea.

Entenda o projeto
Após visitas a museus dentro e fora do Brasil e conversas com outras empresas do ramo, a Mude (Museos Deportivos) e a ISV (International Sports Ventures) foram escolhidas pelo clube, não só pela larga experiência com instituições como CONMEBOL, Juventus, Benfica, River Plate e Boca Juniors, mas principalmente pelo modelo do trabalho: a parceira irá buscar recursos no mercado e ficará com o Flamengo a responsabilidade pela curadoria e gestão do acervo. Este aspecto foi fundamental para o Departamento de Patrimônio Histórico, que fará um trabalho a quatro mãos com a empresa e respeitará a identidade e a cultura rubro-negras. O empreendimento será inteiramente custeado por investimentos externos e não causará nenhum ônus financeiro ao Clube.
 
O projeto de expansão do FlaMemória prevê um espaço de cerca de 2 mil m², frente aos 300m² atuais, que irá abrigar mais de 15 áreas temáticas com interatividade e conteúdo multimídia para conquistar todas as idades. A menina dos olhos do projeto, que garantiria frescor e encanto à atração, é uma sala multiuso com aproximadamente 250 lugares para receber uma agenda cultural com palestras, exibição de filmes, documentários, lançamentos de publicações, todo tipo de conteúdo social, cultural e educacional para desenvolvimento e expansão da tradição rubro-negra.