FALTANDO CONFIANÇA

FALTANDO CONFIANÇA

Vocês não imaginam ... (perdão, imaginam sim) o que é esperar por um jogo durante um mês inteiro, acreditar que estará com 7 pontos na tabela ao final dele, na liderança do grupo, ver um início de jogo TÃO promissor e depois acabar ficando entalado com mais um empate dentro de casa. A sensação de brochura, decepção, angústia, raiva, desânimo, descrença, tristeza, etc, etc, etc, não pode ser descrita com palavras. Só quem vive essa sensação sabe como é.

E acordar no dia seguinte, depois de uma noite mal dormida, claro? Você percebe que não foi apenas um sonho ruim, prevê toda depreciação que farão sobre o clube do seu coração naqueles malditos programas de TV e ainda é obrigado a ficar recebendo mensagens “engraçadinhas” de amigos que torciam contra. Olha, é de tirar do sério Monge Tibetano.

A primeira reação é radical e intempestiva:
- Foda-se o Flamengo! Vou me limitar a torcer pelo nosso basquete, pelo Verstappen na F1, pelo Rossi na Moto GP e me dedicar mais a bons filmes.

O problema é que a cabeça pode tentar nos direcionar para isso, mas o coração não deixa. Já estamos todos aqui hoje novamente, com a mesma ansiedade, acreditando que seremos capazes de jogar 90 minutos como os 25 iniciais da quarta-feira passada e nos imaginando com 8 pontos na tabela, não é?
Não estranhem! Comportamento de torcedor é esse mesmo.

Torcedor de verdade acredita SEMPRE, apóia SEMPRE, não compactua com artimanhas de oposição política, não picha muro, não depreda bens do clube ou de jogadores e não dá ouvidos para esses TERRORISTAS de resenhas.

Para esses “especialistas” existe SEMPRE uma justificativa quando o Palmeiras perde um título para seu maior rival (dentro de sua própria casa e com torcida única), o Grêmio quase é rebaixado no Gaúcho ou o Cruzeiro toma de 4 jogando fora na Libertadores e está com Zero pontos no Brasileiro. Mas quando o assunto é Flamengo, as catastróficas arbitragens são colocadas em segundo plano, o elenco é considerado supervalorizado, o time recebe a pecha de “sem alma” e nossas vitórias são encaradas como mero acaso.

E aí eu pergunto: O que você faria se o seu filho chegasse em casa todo arrebentado de porrada? Daria mais algumas? Porque é exatamente isso que está acontecendo com o Flamengo. Estamos tomando porrada de tudo quanto é lado e uma parcela significativa da nossa torcida vem agindo de forma inconsequente e fazendo coro com um tipo de gente DESCARADAMENTE parcial e mal intencionada.

A gente pode reclamar que Diego, desde sua cirurgia, não é o mesmo. A gente pode reclamar que Everton Ribeiro e Geovânio, até agora, estão devendo. A gente pode reclamar que os nossos meninos estão abusando DEMAIS das jogadas de efeito. A gente pode reclamar que o Diego Alves ainda precisa recuperar sua melhor forma, depois da fratura. A gente pode reclamar da falta que o Guerrero faz, punido por algo que não cometeu deliberadamente. A gente pode reclamar da forma como ocorreu a saída do Everton Cardoso. A gente pode reclamar por não termos trazido, até agora, um treinador do nosso tamanho. A gente pode reclamar até por não estarmos definindo partidas em que somos claramente superiores e de muitas outras coisas, como a necessidade de um zagueiro com velocidade, laterais, titularidade do Arão etc. 

Mas a gente NÃO TEM o direito de reclamar dos resultados da nossa equipe principal este ano. Especialmente depois desses terem sido TÃO GRAVEMENTE influenciados pela arbitragem (particularmente contra o River e Vitória). Não fosse isso, poderíamos estar liderando com folga nosso grupo na Libertadores e com 100% de aproveitamento no Brasileiro. 

Não vou mentir pra vocês e dizer que minha confiança na nossa equipe é inabalável. Desperdiçar TANTAS oportunidades de liquidar a partida, como aconteceu na última quarta, abala a confiança de qualquer um. Mas esses abalos são agravados ao perceber que a confiança dos nossos jogadores está mais abalada do que a minha, pelos ataques constantes da mídia e de sua própria torcida.

Estejam certos, não vai ser com “Fora Fulano”, “Fora Beltrano” que vamos solucionar problema algum. Pelo contrário! A confiança dos jogadores SÓ será restabelecida com bons resultados, claro, e com apoio e incentivo irrestritos da nossa parte.

O jogo de hoje é IMPORTANTÍSSIMO, SIM, é complicado, sim, mas, tenho certeza, MUITO MAIS pra eles do que pra nós. Vão ser obrigados a sair pro jogo, deixar espaços, e nosso time é INFINITAMENTE superior ao deles tecnicamente. Se nossa capacidade de aproveitar as oportunidades que aparecerem estiver minimamente melhor do que na semana passada, tenho MUITAS esperanças que poderemos voltar de lá com mais três pontos na bagagem e dar um passo gigantesco para nossa classificação.

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!