| Futebol

Felipe pega dois jogos, mas pena deve ser revertida em cesta básica

Goleiro do Fla é punido por frase polêmica após final do Carioca, mas procuradoria propõe troca por entrega de 30 cestas básicas e multa simbólica de R$ 100

Após ser absolvido em primeira instância no TJD, o goleiro Felipe, julgado pela polêmica frase “ganhar roubado é mais gostoso” na final do estadual, contra o Vasco, acabou punido no Pleno, na noite desta quinta-feira no Rio de Janeiro. A pena aplicada, de duas partidas de suspensão no próximo Campeonato Carioca, porém, deverá ser modificada. Após o fim da sessão, o procurador geral, André Luiz Valentim, propôs ao advogado do Flamengo, Michel Assef Filho, que a suspensão fosse revertida na entrega de 30 cestas básicas para uma instituição de caridade, além de uma multa simbólica de R$ 100. Assef afirmou que passará o resultado à diretoria rubro-negra, que muito provavelmente, de acordo com as palavras do mesmo, deve acatar.

Felipe Julgamento TJD (Foto: Globoesporte.com)Advogado do Fla, Michel Assef Filho, defende Felipe no TJD (Foto: Globoesporte.com)



- Hoje ele (Felipe) está punido em dois jogos. Há essa proposta, o Flamengo escolhe. Mas mesmo se o Flamengo não tiver intenção de continuar com o Felipe no ano que vem, por ser uma proposta dessa, de cunho social, o clube deve acatar. O clube escolhe a instituição, existem algumas conveniadas ao TJD - disse o advogado Michel Assef Filho.

Felipe, que se ausentou do julgamento, foi enquadrado em apenas um dos três artigos pelos quais foi denunciado. Foi absolvido no 243-D (incitar publicamente o ódio ou a violência) e no 243-F (ofender alguém em sua honra), mas condenado no 258 (assumir conduta contrária à disciplina esportiva). O atleta poderia pegar um gancho de até 720 dias.

Se tudo sair com o esperado e a proposta da procuradoria for aceita, o ato beneficente em uma instituição escolhida pelo próprio clube deve ser comprovado pelo arqueiro ou pela assessoria de imprensa do tribunal.

*Por Thiago Benevenutte, sob supervisão de Cauê Rademaker


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.