| Futebol

Felipe Ximenes diz que folga no Fla não é um tipo de prêmio ao elenco

Em entrevista à TV Fla, diretor de futebol fala sobre sua filosofia de trabalho, e diz que deve ter atitudes que sirvam de exemplo aos jogadores do Rubro-Negro

 

O recesso no Flamengo nos primeiros dias da pausa do Campeonato Brasileiro pegou mal diante dos torcedores. Zico, maior ídolo da história do clube, criticou as duas semanas concedidas aos jogadores, já que o time é o penúltimo do Brasileiro. O diretor de futebol rubro-negro, Felipe Ximenes, defendeu a medida e disse que a folga de forma alguma é vista como uma premiação aos jogadores. Em entrevista à TV Fla, ele explicou sua teoria e ainda falou sobre sua filosofia de trabalho. O dirigente garantiu estar honrado e orgulhoso por estar no Rubro-Negro e afirmou que acredita na vontade do elenco em voltar logo ao trabalho. (Confira a entrevista na íntegra no vídeo ao lado, entre 01:20 e 07:24)

- O trinômio hoje do futebol competitivo se resume a treinamento, alimentação e descanso. Às vezes confunde-se descanso com folga e treinamento com punição. Tudo foi planejado por fisiologistas, preparadores físicos, psicólogos. Todas as equipes estão fazendo essa parada, até porque após o retorno teremos 30 dias consecutivos de treinamento para voltar na 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Atlético-MG. O torcedor não pode pensar que a folga está sendo um tipo de prêmio para o elenco. De forma nenhuma, e tenho certeza que eles querem que passe muito rápido, pela a situação que estamos no campeonato.

Felipe Ximenes Flamengo (Foto: Fred Gomes)Felipe Ximenes garantiu que folga não é forma de premiação aos jogadores (Foto: Fred Gomes)


Sobre sua filosofia de trabalho, Ximenes, que só em 2014 ainda passou por Fluminense e Vitória, fez questão de dizer que suas atitudes devem servir como exemplo dentro do clube.

- Tem que ter respeito à instituição acima de tudo. Qualquer profissional, seja médico, massagista, diretor executivo, tem que ter a consciência que é muito pequeno perto da instituição eterna que é o Clube de Regatas do Flamengo. Acredito na liderança por exemplo. Líder não é aquele que manda nos liderados, e sim o que consegue persuadi-los. E o futebol transcende qualquer coisa que o mundo corporativo te proporciona. Eu falo que existe o esporte, e existe o futebol. Existe o futebol, e existe o Flamengo. É conscientizar da grandeza e da importância que é vestir este manto sagrado.

Em um dos primeiros contatos com o elenco, Ximenes elevou o tom de suas palavras no vestiário, no intervalo da partida contra o Cruzeiro, pela 9ª rodada do Brasileiro, quando o Flamengo já perdia por 3 a 0. Depois, tratou o ocorrido com normalidade.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.