No calendário anual do futebol brasileiro, a CBF disponibiliza 18 datas para os Estaduais. E, conforme consta em contrato com a emissora detentora dos direitos de transmissão, é obrigatória a utilização de todas elas. Embora a Globo esteja disposta a conversar sobre isso, certamente um acordo para esta flexibilização passaria por uma diminuição dos valores pagos. O atual acordo, válido até 2024, tem valor de R$ 120 milhões - para o Flamengo, que fez um acerto em separado, mas com a mesma cota, o encerramento é agora em 2018.

Dentro do atual calendário e das condições contratuais, então, é preciso encontrar uma saída. Conforma divulga o ​blog do Rodrigo Mattos, a Ferj disse que já está estudando um modo de melhorar seu produto e fazer diferente em 2019. “O Campeonato Carioca desperta interesse. Isso é fato. Não temos os números de 2018. Se todas as partidas do Campeonato Carioca de 2017, sem exceção, fossem jogadas com o Maracanã lotado, não atingiria 1/9 das pessoas que assistiram pela TV. Porém, nosso desafio é levar o público ao estádio, em conjunto com os clubes, através de ações”, destacou a entidade através de sua assessoria.

Mudar o formato de disputa (atualmente, o título de cada turno dá somente garantia de vaga a uma fase semifinal do torneio) está em discussão, e a legislação esportiva não apresenta empecilhos. Agora, diminuir o número de participantes é algo considerado praticamente inviável, ao menos neste momento.