No caso de Alex Muralha, a situação é um pouco diferente. Ainda que tenha sido orientado a pular sempre para o mesmo lado na disputa contra o Cruzeiro, o desempenho nas penalidades na final da Copa do Brasil pode ter sido o fim da linha para o goleiro com a camisa do Flamengo

Já não há mais clima para o jogador dentro da Gávea - mesmo que seja para ocupar o posto de reserva imediato de Diego Alves, que assumirá a posição de forma absoluta a partir de agora. A paciência da torcida se esgotou e é muito difícil imaginar Muralha entrando em campo sem sofrer com vaias da massa rubro-negra.

O problema agora é todo da direção flamenguista. O goleiro tem contrato até 2020 e provavelmente será repassado para outra equipe - mas está totalmente desvalorizado no mercado. Situação para lá de complicada. 

​​