Fla aguarda posição da Conmebol, mas confiança diminui para estreia na Libertadores com torcida

Fla aguarda posição da Conmebol, mas confiança diminui para estreia na Libertadores com torcida

O Flamengo ainda tem uma pequena esperança de contar com o apoio de sua torcida na estreia pela Copa Libertadores, no dia 28 de fevereiro, contra o River Plate (ARG). O clube foi punido com dois jogos de portões fechados, além de uma multa de cerca de R$ 958 mil, devido os incidentes da final da Copa Sul-Americana, contra os torcedores do Independiente (ARG). A decisão contra o Rubro-Negro aconteceu no dia 24 de janeiro, contudo o clube ainda não recebeu o ofício.

E a não oficialização da punição tem sido o grande problema para a diretoria e o departamento jurídico do Flamengo. Isto porque, o clube já informou a Conmebol que vai entrar com um recurso contra a decisão, mas para isso precisa desse informativo oficial, que obriga o Flamengo a cumprir os dois jogos de portões fechados.

Ciente disso, o Flamengo tenta conversar com dirigentes para ser anunciado logo e poder usar a contrapartida, que é o recurso. Quando chegar,o   que é decisão final, registrada, o Flamengo vai interpor de fato o recurso. Porém, como a estreia é dia 28 de fevereiro, e com a proximidade do Carnaval, o clube está atento e temoroso, já que esse "atraso de tempo" pode ser prejudicial.

A ideia é conseguir interpor a decisão da Conmebol entre os dias 14 e 16. Caso chegue o ofício, o clube mostra confiança de conseguir o apoio de sua torcida no dia 28. Se confirmado, a tendência é que a partida seja no Maracanã, diante do rival argentino. Entretanto, com a punição sendo confirmada, o Flamengo vai receber o River na Ilha do Urubu.

De qualquer maneira, a direção está apreensiva e pressiona a Conmebol para confirmar a punição. Quanto mais rápido chegar o ofício, mais tempo o Rubro-Negro terá para tentar contar com seus torcedores na estreia continental.