Como boa parte do dinheiro do clube já está comprometida com o pagamento das parcelas dos reforços adquiridos em 2016, o montante disponível para novos reforços será limitado. Ainda assim, a ideia da diretoria rubro-negra é trazer de três a quatro reforços com condições de assumir o status de titular ou ao menos brigar por uma vaga na equipe.

"Estamos trabalhando de forma silenciosa e temos espaço para ótimos e pontuais reforços. (...) Em suma, iremos gastar, mas com jogadores que já reforçaram a equipe. Mas teremos um valor ainda por gastar com novos reforços", explicou Claudio Pracownick, vice de finanças do Flamengo.

A negociação com Vitinho esfriou. O atacante pertence ao CSKA e está emprestado ao Internacional até o fim do ano. Os russos não querem fazer um novo empréstimo e só aceitam liberar o jogador em definitivo, com o pagamento de cerca de 8 milhões de euros (quase R$ 30 milhões).

​​