O confuso regulamento do Campeonato Carioca foi essencial para tirar a graça deste Fla-Flu. No entanto, foi também ele quem permitiu os dois motivados centroavantes iniciarem os 90 minutos como titulares em um clássico. Já garantidos nas semifinais decisivas do Cariocão, Abel Braga e Zé Ricardo, treinadores das equipes, optaram por poupar seus jogadores mais importantes. Uma decisão nada questionável, uma vez que o Flu enfrenta o Liverpool, do Uruguai, pela Sul-Americana também nesta semana, enquanto o Mengão tem Libertadores daqui 10 dias.

Pedro, menino de Xerém, vai para o seu quarto clássico na carreira - o terceiro Fla-Flu. O retrospecto contra rivais é bom: 2 vitórias e 1 empate, sendo este o do título da Taça Guanabara, contra o mesmo Flamengo. O atacante, que começa seu primeiro ano como profissional definitivo, já havia participado de um clássico contra o maior rival em 2016, vencendo-os por 2x1 em junho. Ano passado, Pedro disputou 4 jogos pelo Flu e não marcou. Em 2017, já são 7 jogos e 3 gols, sendo um na estreia da equipe na temporada, contra o Criciúma, pela Primeira Liga. Novidade constante nos jogos de um novo e reformulado Tricolor, o garoto de 19 anos desponta como uma boa promessa de Abel Braga.

Leandro Damião, pelo outro lado, dispensa apresentações. Surgiu em 2010 como ótima aposta do Internacional e esperança para a Seleção, mas nunca explodiu como esperávamos. Foi decepcionante no Santos, passou por Cruzeiro e Bétis (onde praticamente não jogou) e atuou 17 vezes pelo Brasil. Em 2016, seu primeiro ano pelo Fla, foram apenas 3 gols em 19 jogos. Na atual temporada, já foram 4 em 9 partidas, com um hat-trick contra a Portuguesa pelo Carioca. 

A perspectiva, no entanto, não é de tirar o lugar de Guerrero do time titular - pelo contrário, Damião ainda tem a ameaça de Leandro Vizeu, promessa rubro-negra que apareceu muito bem no sub-20. Atuações decisivas em jogo importantes, mesmo que no Estadual, se tornam essenciais para que Damião possa, pelo menos, cavar seu lugar em outro grande time brasileiro.

Damião marcou contra o Flu em 2016, no polêmico clássico de Volta Redonda.

Bem alternativo, como já adiantado, o Fluminense deve ir a campo com Cavalieri; Renato, Nogueira, Reginaldo e Calazans; Luiz Fernando, Wendel e Marquinho; Marcos Júnior, Pedro e Richarlison. O Flamengo ainda conta com alguns titulares, indo com Muralha; Pará, Donatti, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Gabriel (ou Vizeu), Damião e Berrío.