| Futebol

FLA-FLU NA PÁSCOA ?

ENTÃO O CHOCOLATE FICA POR NOSSA CONTA

 

Digamos que você é o treinador de uma equipe que vai enfrentar o Flamengo. Como você a armaria? Iria pra cima? Prenderia o lateral direito, já que o Cirino poderia cair por seu setor? Ou deveria ser o lateral esquerdo quem deveria ficar mais preso à marcação? Será que ele vem pelo meio e a precaução deveria ser do miolo de zaga? E se ele se movimentar e atuar pelos três setores? Acredito que, para enfrentar esse Flamengo de hoje em dia (completo), a única solução é se utilizar de marcação zona, mas, sinceramente, não gostaria de estar na pele desse treinador.

Sim, indiscutivelmente, o responsável direto por toda essa mobilidade, velocidade e variações possíveis é Marcelo Cirino. Na realidade, são dois, pois isso só se tornou possível graças a GENIALIDADE de um treinador, que percebeu nele a capacidade de se tornar bem mais versátil, ser muito mais do que apenas um ala e até de se transformar em artilheiro.

São poucos, mas MUITO POUCOS MESMO, os treinadores com essa capacidade e visão. Pena que, recorrentemente, não tenha todo o elenco a disposição. As constantes contusões (especialmente as do Everton – tão importante para a equipe quanto Cirino) estão impedindo treinador e torcida de verem em campo a equipe considerada ideal.

Ao contrário do que prega essa mídia, que teima em olhar para o futebol carioca com desdém e ironia, a se confirmar a chegada de um meia de reconhecida qualidade, e com todo o elenco a disposição, minha expectativa é ver o Flamengo disputando o título do Brasileiro 2015.

Mas confesso que minhas convicções ficaram um tanto abaladas, após ver a entrevista do Rodrigo Caetano. Nela ele diz, com todas as letras, que o Flamengo vai precisar negociar jogadores, que a proposta pelo Samir está sendo analisada e, pior, que a investida sobre o Cirino no meio do ano deve ser grande, admitindo até a possibilidade dele não ficar.

Considero absurda a possibilidade de negociarmos o zagueiro mais promissor do Flamengo, aos vinte anos de idade. E mais absurdo ainda a possibilidade de perdermos um dos maiores jogadores em atividade no país.

Pagar dívidas é fundamental; recuperar as finanças do clube é essencial; honrar compromissos é obrigatório. Ponto! Exatamente por compreendermos o excepcional trabalho que vem sendo feito na área administrativa, essa Diretoria sempre teve o TOTAL apoio da Nação, apesar dos decepcionantes resultados em Brasileiros nos últimos anos.

Mas isso não quer dizer que tenhamos que aceitar rindo, ver o clube agir como balcão de negócios ou se prestar a humilhante condição de apenas uma vitrine, para encher bolso de empresários. De que adianta investir tanto em propaganda para aumentar o número de adeptos ao PST, se, ao primeiro aceno de migalhas, se esquecem dos verdadeiros anseios de quem tentam conquistar? Entendemos perfeitamente o não retorno do Elias, perdoamos a CATASTRÓFICA negociação do Hernane, mas a única devoção eterna do nosso torcedor é a Zico e ao próprio Flamengo.

Somos quase 60 mil contribuintes mensais do clube, foi-nos prometido que estes recursos seriam revertidos apenas para reforçar o elenco e a nossa torcida não vai aceitar calada a saída do nosso principal jogador, já inteiramente adaptado, de tanta importância para a equipe atual e que acabou de chegar. NÃO VAI !!!

Temos prioridade na aquisição dos Direitos Federativos do jogador? Ótimo! Pois que peçam adiantamento de cotas de TV, da Adidas, da Tim ou de outro patrocinador qualquer. Nosso torcedor não pode ter sobre seus ombros, a responsabilidade de, SOZINHO, termos um elenco descente ou mantermos um grande jogador. Além de injusto, isto seria dar argumentos para aqueles que consideram a competência dessa administração restrita a área financeira e ao Bap, que justificou sua saída dando a entender que o Flamengo precisa passar a pensar de forma tão grande como sua torcida. 

FLA - FLU

O resultado desse Fla-Flu em nada interfere na nossa classificação para as finais. Com 32 pontos e o Nova Iguaçu como adversário na última rodada, nem o mais pessimista dos nossos torcedores imaginaria o contrário. Mas Fla-Flu não é um clássico qualquer. É o mais bonito, charmoso e badalado de todos. E esse tem uma motivação especial. Uma vitória nossa praticamente afastará definitivamente o nosso adversário mais perigoso das finais, nos garantindo uma bela vantagem na hegemonia do futebol carioca. 

Mas o que mais me deixa ansioso nesse confronto é o fato de, pela primeira vez este ano, ver um adversário que precisará sair em busca da vitória, nos proporcionando a oportunidade de jogar com os espaços que não temos tido, para demonstrarmos nossa principal característica. Chegou a hora de pormos em prática, o que estivemos ensaiando até agora. Azar o deles! Será em um domingo de Páscoa? Então o chocolate fica por nossa conta.

 

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.