Como se sabe, o meio-campista está longe de ser unanimidade na Gávea. Sua relação com o torcedor, que nunca foi boa, piorou bastante durante a temporada 2017 e sua titularidade, incontestável durante o período de Zé Ricardo, é uma realidade distante desde a chegada de Reinaldo Rueda.

Na Chape, Márcio chegaria como um nome de experiência para a disputa da Copa Libertadores - ​veja os grupos do torneio continental aqui. O Verdão inicia sua segunda participação no maior torneio sul-americano na primeira fase, em mata-mata contra o tradicional Nacional, do Uruguai.