| Futebol

Fla mantém férias na pausa para a Copa, e volta aos treinos será dia 16

Diretoria chega a cogitar cancelamento da folga, mas acordo não muda, e grupo terá 14 dias livres. Time está na zona de rebaixamento do Brasileiro

 

A situação do Flamengo no Campeonato Brasileiro levou a diretoria a cogitar a possibilidade de quebrar o acordo feito com os jogadores para liberar o grupo por 14 dias durante a parada da competição para a Copa do Mundo. O empate por 1 a 1 com o Figueirense (melhores lances ao lado), nesta quinta-feira, no Morumbi, deixou o time na zona de rebaixamento da competição. No entanto, acabou mantendo o que havia sido conversado quando Jayme de Almeida ainda era o técnico e Paulo Pelaipe, o diretor.

Com isso, o grupo estará liberado logo depois do jogo com o Cruzeiro, domingo, em Uberlândia, pela nona rodada do Brasileiro, a última antes da parada. A viagem de volta para o Rio está marcada para a manhã de segunda-feira. A reapresentação para os treinos acontecerá apenas no dia 16 de junho.

O vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcelos, havia dito que a situação merecia ser estudada e uma conversa aconteceria com o técnico Ney Franco. O comandante preferiu que a palavra fosse mantida com o grupo. O novo diretor de futebol Felipe Ximenes não participou dessa decisão.

No período, a diretoria do Flamengo vai intensificar a busca por reforços. Jogadores do grupo atual podem ser envolvidos em negociações. Nomes como Montillo, do Shandong Luneng, da China, e Fernandinho, que pertence ao Al Jazira, dos Emirados Árabes, e estava no Atlético-MG, estão entre os principais alvos do clube.

Enquanto não chega a parada, o time treina nesta sexta-feira em uma academia de São Paulo. No sábado, a atividade será no centro de treinamento das categorias de base do Palmeiras, em Guarulhos.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.