A Lei Pelé permite que o clube renove automaticamente com o atleta pelo mesmo período que ele ficar suspenso - no caso de Guerrero, seis meses. No entanto, o Flamengo não pretende utilizar essa brecha jurídica e quer tratar do assunto e entrar em acordo com o próprio jogador. Atualmente, ​o compromisso do centroavante peruano com o Rubro-Negro está suspenso.

Ainda sem Guerrero, o Flamengo briga para contratar um novo atacante. ​O clube já acertou as bases do contrato com Vágner Love e aguarda o jogador conseguir uma liberação do Antalyaspor, da Turquia. O centroavante tem salários atrasados na atual equipe.