| Futebol

Fla reencontra Ney, e Alecsandro evita culpá-lo por "confusão"

Atacante repete termo utilizado por Luxemburgo para citar Z-4 e divide responsabilidade por período ruim que levou o clube para lanterna do Brasileirão

A situação de Ney Franco é a mesma: lanterna do Brasileirão e no comando de um clube rubro-negro. A "confusão" desta vez, no entanto, está no lado do Vitória. O Flamengo que reencontra o treinador neste domingo, no Barradão, é bem diferente do deixado por ele quando deu lugar a Vanderlei Luxemburgo. Se na passagem de Ney pela Gávea nenhuma vitória foi conquistada em sete jogos, com Luxa já são cinco no mesmo período e um salto na tabela que tirou os cariocas da última e levou para 11ª posição. Apesar dos números negativos, o duelo com o ex-treinador preocupa Alecsandro, que o exime de culpa na crise de tempos atrás e alerta para os perigos que a equipe vai encontrar em Salvador.

Cria do próprio Vitória, o atacante aponta a atmosfera do Barradão como um complicador natural para os adversários. Além disso, o conhecimento que Ney Franco tem de um elenco que comandou há tão pouco tempo pode dificultar ainda mais as ações do Flamengo.

- Não temos que colocar a culpa no Ney. Lógico que ele tem uma parcela de culpa, como nós temos, a diretoria tem... Futebol é engraçado. Quando ganha, todo mundo ganha. Quando perde, é só um ou outro que é criticado. Todos nós temos culpa nesta situação. Será um jogo importante, com o Ney sabendo as características de todos os jogadores. É um jogo que já seria difícil por jogar no Barradão, fui criado aqui e sei. Ainda mais agora com o Ney Franco nos conhecendo.

alecsandro flamengo (Foto: Cahe Mota)Alecsandro treina no campo do Fazendão, CT do Bahia (Foto: Cahe Mota)


Distante da confusão da época de Ney Franco, o Flamengo ainda não se dá o luxo de olhar para parte de cima da tabela. De acordo com Alecsandro, ainda é preciso manter o foco na luta contra o rebaixamento e G-4 ainda não está no radar rubro-negro.

- Temos que ser realistas e entender o momento que estamos vivendo. Não é momento de pensar em título. Temos que sair da confusão, como o próprio Vanderlei fala. Mas pela grandeza do clube, pela grandeza dos jogadores, do nosso elenco, é lógico que esperamos sempre pensar em título. Nossa verdade hoje é sair o mais rápido possível e depois pensar em algo melhor.

De volta ao time depois de ser desfalque em três partidas, Alecsandro agora tem uma sombra no elenco. Absoluto no posto de centroavante desde a saída de Hernane, o jogador reencontra Elton, com quem disputou posição nos tempos de Vasco, e aposta em uma disputa sadia.

- Sempre joguei em elencos fortes, qualificados, e graças a Deus tive a consciência de treinar, me dedicar. O treinador que escolhe quem joga e geralmente é quem está melhor nos treinos, física e tecnicamente. Um clube como o Flamengo tem que ter elenco forte. Tivemos o exemplo do Samir que saiu e o Marcelo entrou bem. O Elton é um jogador que conheço bem, já jogamos juntos, e vai nos ajudar bastante.

Flamengo e Vitória se enfrentam às 18h30m (de Brasília) de domingo, no Barradão, pela 18ª rodada do Brasileirão.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.