| Futebol

Fla registra 6,6% de queda no sócio-torcedor; camisas oficiais viram trunfo

Gerente de marketing rubro-negro, Bruno Spindel trata decréscimo como algo natural. Clube espera oferecer uniformes a associados de determinados planos que renovarem

Lançado em março de 2013, o "Nação Rubro-Negra" sofreu queda de 6,6% em relação ao número de associados que tinha no mês passado. O Flamengo contava com 64.019 sócios-torcedores ao fim de abril e agora soma 59.622. Para o gerente de marketing do clube, Bruno Spindel, o decréscimo é incapaz de abalar o Rubro-Negro e se trata de algo comum em programas dessa natureza.

- A gente acha que são flutuações normais. O sócio-torcedor tem assinaturas nos planos anual e semestral. Toda vez que tem crescimento grande numa determinada escala de tempo é natural que seis ou 12 meses depois a base caia. Às vezes a queda não é voluntária. Posso garantir que o índice de desistências feitas voluntariamente é absolutamente baixo, está entre 1% ou 2% (do total da queda de sócios). É uma queda natural que acontece em qualquer assinatura que é debitada em cartão de crédito. A gente entende como uma queda natural - explicou.

Torcida Flamengo camisa 12 (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Em 2013, o programa "Nação Rubro-Negra" cresceu vertiginosamente (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)



A confiança no "Nação" e na "nação" é tanta que a meta de se alcançar 1,6 milhão de sócios-torcedores, informada ao GloboEsporte.com às vésperas da final da Copa do Brasil 2013, segue de pé dentro do clube. Novos benefícios aos associados já são projetados, porém o mais atrativo sem dúvida é o oferecimento de uma camisa oficial a sócios que renovarem suas assinaturas. A prenda, porém, é restrita a alguns planos.  

Vamos dar camisas oficiais para sócios-torcedores que renovarem suas assinaturas".
Bruno Spindel, gerente de marketing

- Estamos criando uma rede de benefícios maior. O torcedor que se utiliza dos descontos do programa Futebol Melhor (no qual o Fla está inserido) praticamente zera a anuidade da assinatura. Estamos incrementando o programa para gerar outros atrativos e a geração de conteúdos exclusivos para o sócio-torcedor. Vamos dar camisas oficiais para sócios-torcedores de determinados planos que renovarem suas assinaturas. Tivemos um crescimento muito rápido, com mais de 60 mil sócios-torcedores em menos de dez meses. Acreditamos que seja o crescimento mais rápido do mundo. Nossa meta é ter o mesmo percentual de sócios-torcedores que tem o Benfica em relação à sua torcida. O Benfica tem seis milhões de torcedores e 240 mil sócios-torcedores (6% do total). Se conseguirmos essa proporção, chegaremos a 1,6 milhão de sócios-torcedores. Essa é a nossa meta. É uma meta audaciosa? Sim, mas é o nosso sonho. Ninguém consegue realizar um sonho num curto momento. No Facebook, o Flamengo já está entre os dez maiores (em número de seguidores) do mundo fora da Europa. Quando assumimos, tínhamos cerca de cinco milhões (de curtidas) em nossa página oficial, não imaginávamos que chegaríamos a quase oito milhões tão rapidamente. Por isso a gente sonha. A torcida do Flamengo não é apenas a maior do mundo, é também a mais engajada - prosseguiu.

Spindel insistiu na importância de os atuais associados ao programa não desistirem de suas assinaturas, tratando-os como o principal pagador do Flamengo:

Eram 64.019 associados em abril, número que caiu para 59622

 - Projetamos R$ 45 milhões de receita nesse ano por meio do sócio-torcedor. O sócio-torcedor é o nosso maior patrocinador, é ele quem mais disponibiliza recursos para que a gente possa estar investindo cada vez mais no futebol. Ganhamos uma Copa do Brasil, uma Taça Guanabara e um Estadual em curto tempo. Acredito que vamos continuar pagando dívidas e seguindo esse caminho. Quanto mais orçamento o Flamengo tiver, mais chances terá de formar um time cada vez mais competitivo.

O gerente afirmou em formar um time "cada vez mais competitivo". Mas competitividade é algo que o Flamengo não apresentou entre os meses de abril e maio, nos quais foi compreendida a queda de 6,6% de associados ao programa. O time, apesar do título estadual conquistado sobre o Vasco, venceu apenas dois dos 10 jogos realizados no período (os outros oito foram divididos irmãmente em empates e derrotas). Spindel preferiu não comentar sobre o nível do elenco e se apegou às taças levantadas desde novembro.

- Não pode olhar só a curto prazo, cobrança sempre vai ter. Em relação à questão de elenco, cabe ao departamento de futebol. Não cabe a mim opinar. Como funcionário e torcedor, digo que ganhar Copa do Brasil, Taça Guanabara e um Estadual em curto tempo é uma boa performance desportiva. A torcida entende e continua nos apoiando nos momentos mais difíceis. 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.