O prazo de retorno do jogador é de quatro a seis semanas. Embora seja difícil, o clube mostra confiança na recuperação rápida de Diego. Se o meia estiver apto a jogar no tempo mínimo estabelecido, ele poderá jogar diante do San Lorenzo, na Argentina, no próximo dia 17 de maio, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

"A recuperação é mais rápida quando se está feliz. O Diego tem o apoio de todo o grupo. Ele é indiscutível na parte individual, não à toa é de seleção brasileira. Vamos apelar para o coletivo nesse período, já que não contaremos com ele para resolver as coisas no meio de campo", disse o atacante Gabriel, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

Caso Diego não se recupere no prazo mínimo, ele só voltará a entrar em campo no Brasileirão, contra o Botafogo, no dia 4 de junho.