| Futebol

Fla tem arrancada promissora no BR. Veja campanhas recentes!

Início do Flamengo no Campeonato Brasileiro fica abaixo apenas da sequência de cinco jogos da edição de 2008. 'Era dos Pontos Corridos' traz muita oscilação em início de competição

flameng - Fla tem arrancada promissora no BR. Veja campanhas recentes!

O triunfo que o Flamengo obteve sobre o Vitória, por 1 a 0, garantiu à atual equipe um de seus melhores números desde que o Brasileirão começou a ser disputado por pontos corridos.  Considerando as cinco primeiras rodadas da competição nacional, o Rubro-Negro só tem campanha inferior ao ano de 2008.

Atualmente, são três vitórias, um empate e uma derrota, além da quarta colocação na classificação. O LANCE! recorda como foram as arrancadas das edições anteriores do Brasileirão por pontos corridos.

2003 - ERA DOS PONTOS CORRIDOS COMEÇA PROMISSORA


Mesclando jogadores revelados na Gávea, como Julio Cesar, Athirson, Fábio Baiano e Jean, com nomes como Felipe, Zé Carlos e Fernando Baiano, o Flamengo teve uma largada promissora em seu início da "Era dos Pontos Corridos". Sob o comando de Nelsinho Baptista, o Rubro-Negro bateu o Bahia e goleou o Fluminense no Maracanã, arrancou empates com São Caetano e Corinthians fora de casa e teve um revés para o Santos em casa. A sequência da edição de 2003 trouve um caminho acidentado por goleadas sofridas, Oswaldo de Oliveira tornou-se o novo treinador e ajudou a equipe a terminar em oitavo lugar.

2004 - SECA DE VITÓRIAS MARCA INÍCIO DE COMPETIÇÃO

Mesmo chegando ao Brasileirão com a equipe campeã carioca dias antes, o Flamengo de Zinho, Felipe, Ibson e Jean teve uma largada para lá de frustrante. Sob o comando de Abel Braga, vieram três empates (contra Grêmio, Ponte Preta e São Caetano), derrota diante do Paraná e uma goleada sofrida para o Vitória. Veio um rodízio que trouxe o interino Andrade e nomes como Paulo César Gusmão e Ricardo Gomes, mas o Rubro-Negro teve uma campanha fraca: décimo-sétimo lugar, em uma competição com 24 participantes.

2005 - FLAMENGO ENTRE ALTOS E BAIXOS

Com um time renovado, que mesclou medalhões como Diego e Júnior Baiano com nomes como Renato, Fellype Gabriel e Obina, o Flamengo teve início bem oscilante. Sob o comando de Celso Roth, a equipe teve vitórias sobre Figueirense e Santos, perdeu para Internacional e São Caetano e empatou com o Cruzeiro. A equipe seguiu patinando, mas terminou o Brasileirão em décimo-quinto lugar, em competição com 22 participantes.


2006 - 'DIVISÃO DE FOCO' MANTÉM OSCILAÇÃO DO FLA

Dividindo as atenções com jogos da Copa do Brasil, o Flamengo tem um início oscilante pelo segundo ano seguido. Na mescla entre titulares como Léo Moura, Ronaldo Angelim, Diego Souza, Luizão e Obina com Ramirez e Peralta, o Rubro-Negro (à época com Waldemar Lemos) bate Juventude e Botafogo, cai para São Paulo e Internacional e fica na igualdade com o Fortaleza. Com Ney Franco, equipe acaba em décimo-primeiro lugar, mas com título da Copa do Brasil.

2007 - FRACO INÍCIO DO FLAMENGO

Sob o comando de Ney Franco, o começo de Brasileirão é para lá de decepcionante. À exceção de uma vitória sobre o Goiás, a equipe com Bruno, Juan, Renato Augusto e Souza fica no empate com Botafogo e Sport, patina contra o Palmeiras e sofre goleada para o Figueirense. Com a entrada de Joel Santana, a equipe entra em ascensão e termina o ano no terceiro lugar.

2008 - ARRANCADA FANTÁSTICA DO RUBRO-NEGRO

Tendo Caio Júnior à frente da equipe, o Flamengo tem um início para lá de promissor. Com a base dos anos anteriores e nomes como Kléberson e Diego Tardelli, há vitórias sobre Santos, Internacional, Fluminense e uma goleada sobre o Figueirense, além de um empate arrancado com o Grêmio fora de casa. Porém, a equipe oscila na reta final, e vê a vaga no G4 da Copa Libertadores escapar por um ponto.

2009 - CAMINHADA DO TÍTULO COMEÇA COM SUFOCO

A campanha do hexacampeonato do Flamengo foi pautada pela oscilação. Ainda sob o comando de Cuca, o Rubro-Negro com Emerson Sheik e Josiel alternou altos e baixos. Vieram derrotas para Cruzeiro e Sport, empate com o Avaí e triunfos sobre Santo André e Atlético-PR, este, um duelo que marcou a volta de Adriano, responsável ao lado de Petkovic por reger a equipe conduzida por Andrade ao título.

2010 - VAI AOS TRANCOS E BARRANCOS

Apesar de a base campeã brasileira estar reforçada por Vagner Love, o Flamengo patinou em seu início de Brasileirão. Dos cinco jogos, vieram empates contra São Paulo, Vitória e Grêmio, ao lado de um triunfo sobre o Grêmio Prudente e o revés no clássico diante do Fluminense. Após ter Rogério Lourenço nos primeiros jogos, o clube viu a aposta em Silas ser frustrada, e recorreu a Vanderlei Luxemburgo para não cair, se conformando com um décimo-quinto lugar.

2011 - QUE DEMORA PARA ENGRENAR...

Apesar das expectativas estarem depositadas na dupla Ronaldinho e Thiago Neves, e em nomes como Felipe, Willians Bottinelli, o Flamengo teve dificuldades para engrenar no início de Brasileirão. Após golear o Avaí na estreia, a equipe de Vanderlei Luxemburgo trouxe uma sequência de empates contra Bahia, Corinthians, Atlético-PR e Flamengo. Mas, aos poucos, o Rubro-Negro entrou nos eixos e terminou a competição nacional em quarto lugar.


2012 - INVICTO, MAS SOB DESCONFIANÇA


Com Joel Santana à frente da equipe, o Flamengo entra em fase de renovação, e aposta nos jovens Paulo Victor, Luiz Antônio e Diego Maurício, ao lado de remanescentes como Léo Moura e Renato Abreu. A receita traz uma dose razoável de otimismo no Brasileirão, com vitórias sobre Coritiba e Santos, e empates com Sport, Internacional e Ponte Preta, mas culmina em frustração: mesmo com a entrada de Dorival Júnior, a equipe encerra a competição em décimo-primeiro lugar.

2013 - A AMARGURA DA LANTERNA

A aposta na qualidade de André Santos e Elias, na velocidade de Rafinha e nos gols de Hernane Brocador demorou a funcionar no Brasileirão. À exceção de uma goleada sobre o Criciúma, o Rubro-Negro comandado por Jorginho empatou com Santos e Atlético-PR, sofreu derrotas para Ponte Preta e Náutico, a arrancou em último lugar na competição nacional. As dificuldades seguiram com Mano Menezes, e apenas com Jayme de Almeida a equipe conseguiu se safar da degola, por um ponto.

2014 - PREOCUPAÇÕES SEGUEM ASSOLANDO INÍCIO DO FLAMENGO

A frustração ditou o início do Brasileirão do Flamengo também no ano seguinte. Com Jayme de Almeida, a equipe de Wallace, Paulinho e Alecsandro só conseguiu uma vitória sobre o Palmeiras. De resto, foi um empate sobre o Goiás e derrotas para Corinthians, Fluminense e São Paulo. Após a passagem mal-sucedida de Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo ajudou a equipe a se manter na décima colocação.

2015 - INÍCIO PARA LÁ DE DESASTROSO


O ano de 2015 marcou a pior campanha do Flamengo na Era dos Pontos Corridos até o momento. Com Vanderlei Luxemburgo e Cristóvão Borges, a equipe empatou como Sport e amargou uma série de derrotas: São Paulo, Avaí, Fluminense e Cruzeiro. A equipe com Pará, Canteros, Almir, Eduardo da Silva e Alecsandro seguiu instável com Cristóvão e, após uma arrancada promissora sob o comando de Oswaldo de Oliveira, conformou-se com o décimo-terceiro lugar no Brasileirão.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/fla-tem-arrancada-promissora-veja-campanhas-recentes.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.